A embreagem é uma das partes mais importantes de todo o carro. Por isso, é necessário atentar aos problemas mais comuns que ele pode apresentar, pois pequenos problemas quando não identificados no início podem evoluir e acabar comprometendo todo o veículo. 

Nesse artigo, você vai aprender a identificar as falhas mais comuns no seu carro e os cuidados que deve tomar para preservá-la. Vamos lá!

1 – Embreagem travando

Esse é um problema fundamental a ser observado, pois uma embreagem que trava pode colocar a sua segurança e dos demais passageiros do seu veículo em risco, já que dificulta a mudança de marcha. 

Cuidados para se ter com a embreagem

Nesses casos, trocar todo o kit nem sempre é necessário. Muitas vezes uma simples troca de rolamento do eixo piloto basta para resolver o problema, o que pode te ajudar a economizar na troca das peças.

Para evitar problemas maiores, o ideal é levar o carro ao seu mecânico de confiança assim que o defeito for identificado. 

No entanto, se o veículo já apresenta esse problema há algum tempo, o mais recomendado é fazer uma análise minuciosa para se certificar de que outras peças do sistema de embreagem não tenham sido comprometidas. 

Com a manutenção preventiva, preocupações como essas podem ser evitadas, já que prevenir é sempre mais econômico do que consertar o que já foi danificado. 

2 – Quando ela está eslizando 

O defeito da embreagem patinando é um dos mais comuns gerados por conta do desgaste da embreagem. Isso acontece quando o disco não consegue mais ser freado pelo platô devido a alguma falha ou até mesmo em decorrência do excesso de fluidos e resíduos, como óleo e graxa. 

Esse se trata de um problema sério e que requer atenção imediata. Pode ser identificado quando o condutor aciona a embreagem e o pedal não volta para o lugar.

Se isso acontece em um contexto de subida ou descida, pode comprometer a tração do veículo, com riscos de acidente. 

Categoria leilão de carros

A solução ideal para esse tipo de problema é substituir completamente o kit de embreagem. Pode ser um conserto de alto valor, mas nada se compara à segurança de circular com o veículo em plenas condições de funcionamento.  

3 – Pedal “duro”

Essa falha pode ser observada quando a embreagem fica com o pedal rígido, mas na maioria dos casos é algo simples de ser resolvido. Realizar a troca do cabo da embreagem geralmente é o suficiente para solucionar a questão, um serviço que geralmente costuma ser de baixo custo. 

Embreagem do carro: O pedal duro pode ser sinal de alerta!

O desgaste em decorrência do tempo de uso e a falta de lubrificação das peças são os principais motivos que levam a esse tipo de desarranjo, que resulta no rompimento do cabo da embreagem.

Outra razão para isso pode ser o empenamento do platô, o que leva à necessidade de trocar todo o kit de embreagem. Por isso, o mais recomendado é sempre consultar o mecânico, que tem condições de chegar a um diagnóstico mais preciso.

Quanto antes isso for feito, menos riscos de ter que arcar com um grande prejuízo. 

4 – Embreagem com ruídos

Como o sistema de embreagem é silencioso, ruídos excessivos são algo incomum e podem representar um mau sinal.

Observe se junto com o barulho há também certa dificuldade para trocar a marcha, como quando o carro dá uma “engasgada”. Essa pode ser uma das razões possíveis para os ruídos. 

Outra causa relacionada ao barulho no sistema de embreagem tem a ver com a existência de problemas no pedal da embreagem, ou, ainda, um desgaste no rolamento, que talvez não esteja mais funcionando como deveria. 

É possível que a melhor solução para o problema seja, assim como nos outros itens, substituir o kit completo de embreagem.

Categoria leilão de carros

Em qualquer um desses casos, é necessário levar o veículo ao mecânico o quanto antes, pois caso o problema se desenvolva pode ser necessário realizar também a troca da caixa de câmbio, o que envolve ainda mais gastos.

Os principais cuidados que você deve ter com a embreagem 

Agora que você já sabe quais os principais problemas que a embreagem pode apresentar, fique atento para os cuidados necessários de maneira a evitar que eles apareçam. Confira a seguir.  

Só use se necessário

Alguns vícios na direção podem ser os responsáveis pelo surgimento de problemas no veículo, como quando se usa o pedal da embreagem sem haver necessidade.

Isso potencializa o desgaste de todas as peças que fazem o sistema funcionar, diminuindo sua vida útil e adiantando o processo de troca dos itens. 

Use a embreagem somente quando for necessário para evitar desgaste

Além disso, esse hábito pode levar ao superaquecimento do motor, o que é mais comum do que se imagina. Sendo assim, evite dirigir com o pé encostado sobre o pedal de embreagem.

Estar atento ao próprio comportamento no volante é parte fundamental dos cuidados necessários para não ter dores de cabeça e prejuízos no futuro. 

Pise até o fundo no pedal

Quando usar a embreagem for de fato necessário, certifique-se de pisar até o fim do pedal. Isso é fundamental para que as molas aliviem a pressão, permitindo o afastamento dos discos e possibilitando o engate adequado da marcha. 

Quando os discos não estão apertados o suficiente, a marcha “patina” ao ser engatada. Para evitar que isso ocorra, usar o pedal da embreagem adequadamente é um cuidado básico e fundamental.  

Não queime

A expressão “queimar a embreagem” é bastante comum e diz respeito ao ato de acelerar o carro sem tirar totalmente o pé do pedal correspondente à embreagem.

Categoria leilão de carros

Isso leva ao aumento da rotação ainda que o carro pouco se movimente, gerando um barulho alto no motor e o cheiro característico de queimado. 

Essa prática é uma das maiores responsáveis por reduzir a vida útil do sistema de embreagem, podendo causar danos irreversíveis. 

Use sempre a primeira marcha ao arrancar

Muitos condutores adquirem o hábito de atravessar um cruzamento arrancando o carro com a 2ª marcha, o que ajuda na agilidade do veículo. Se você tem esse costume, vale a pena revê-lo.

Quanto maior a marcha usada para arrancar, maior o desgaste causado sobre os discos de embreagem. 

Ao sair com o carro, sempre saia na primeira marcha

O mais recomendado é sempre arrancar com o carro engatado na primeira marcha, fazendo as trocas de marcha no tempo certo, tanto para acelerar quanto para diminuir a velocidade. 

Todos esses cuidados são extremamente básicos e fáceis de serem colocados em prática, e fazem toda a diferença para preservar a vida útil do sistema de embreagem do carro.

Reveja seus hábitos no volante e fique atento às manias adquiridas com o tempo de direção, muitas delas podem custar caro no futuro.

Você já conhece o Blog Superbid? Nele você encontra uma série de dicas, artigos e oportunidades sobre os leilões em aberto. Clique aqui e acesse para saber mais!

Leilão Online é na Superbid

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui