Máquinas pesadas precisam cuidados periódicos, mas existem diversos tipos de manutenção: preditiva, preventiva e até a corretiva. Entender esses conceitos podem lhe auxiliar a melhorar eficiência e vida útil e ainda evitar quebras de seu equipamento.

 

Manutenção preditiva

A manutenção preditiva faz o acompanhamento periódico das máquinas, baseando-se na análise de dados coletados por meio de monitoramentos ou inspeções em campo. O principal objetivo é a verificação pontual dos equipamentos a fim de antecipar eventuais problemas que possam causar gastos maiores com manutenções corretivas.

A análise do desempenho do equipamento garante que as devidas providências sejam tomadas assim que um mau funcionamento ou números adversos são detectados. Ao prever possíveis defeitos, falhas e acidentes em potencial com os operadores podem ser evitados. Além disso, o índice de perigo daquela máquina é reduzido consideravelmente.

 

Fique atento aos dados de seu equipamento para evitar problemas
Fique atento aos dados de seu equipamento para evitar problemas

Monitorar o consumo de combustível é um exemplo claro de manutenção preditiva. Se o consumo aumentar consideravelmente sem maiores explicações, como troca de operador ou piora no ambiente de trabalho, é necessário investigar.

Manutenção preventiva

Como o nome já sugere, a base da manutenção preventiva é prevenir a parada do equipamento com a troca de itens das máquinas. Esse tipo de manutenção deve ser planejado periodicamente.

Isso explica porque ele também é conhecido como parada programada.

Nesse tipo de manutenção realiza-se a limpeza das máquinas, reparo ou troca de peças. Esse procedimento, além de reduzir custos, também aumenta a segurança dos operadores do equipamento e de todos que ficam por perto durante a operação.

Óleo e filtro são pontos chave para a manutenção de qualquer equipamento
Óleo e filtro devem ser trocados regularmente, mesmo que com sinais que estejam em boas condições.

A manutenção preventiva normalmente é definida pelo fabricante no manual de operações, e nele você irá encontrar quando deverá trocar fluídos, filtros e outros itens para aumentar a vida útil do equipamento, assim como para evitar paradas desnecessárias.

Manutenção corretiva

Todas as manutenções têm o objetivo de evitar uma manutenção corretiva, mas sabemos que por diversos problemas uma corretiva poderá ocorrer. A corretiva é basicamente a manutenção urgente devido à falha emergencial. Se o pneu estourar, você precisa trocá-lo ou reparará-lo para que o equipamento volte a trabalhar.

A manutenção corretiva é a manutenção mais cara entre as anteriormente citadas, seja pela troca de componentes ou o tempo ocioso do equipamento.

Além do mais, compromete-se, também, o andamento da obra, já que o equipamento fica parado por um tempo determinado para que as peças possam ser substituídas.

Manutenção produtiva total – TPM

A Manutenção produtiva total, também conhecida como TPM (sigla em inglês para Total Productive Maintenance), é um sistema mais complexo na área de gestão de equipamentos. Afinal, essa manutenção identifica os erros que causam perdas na produtividade e processos administrativos. Sendo assim, o objetivo é visar a eficiência máxima das máquinas, contando com um sistema de manutenção super proativo.

A organização foca, principalmente, na prevenção de perdas, falhas, defeitos e acidentes. Para isso, todos os setores da empresa, sejam os que planejam, usam ou mantêm os equipamentos são incluídos na manutenção produtiva total.

A explicação é básica e simples: se todos os setores da empresa tiverem conhecimento detalhado do maquinário, será possível conseguir o máximo de produtividade vindo daquele equipamento.

Detalhes que devem ser observados na manutenção de máquinas de construção

Limpeza

É muito comum encontrar poeira e outros tipos de sujeira e detritos em um canteiro de obra. Por ficarem muito expostas, as máquinas normalmente ficam cobertas por vários tipos de resíduos.

Por isso, é fundamental que os funcionários façam a limpeza das máquinas após o expediente ou um pouco antes dele acabar. Afinal, cascalho, areia e terra, por exemplo, podem corroer peças e causar acidentes.  A atenção deve ser ainda maior para ambientes altamente abrasivos, como aterros sanitários.

Lubrificação

O ato de lubrificar as peças das máquinas ajuda a garantir uma vida útil mais longa. A lubrificação evita desgastes em função de atritos e das partículas que se espalham pela obra.

Manutenção periódicas

Os equipamentos devem passar por manutenção regularmente para garantir a integridade do equipamento, assim como a segurança do operador.

Quais os riscos e defasagens causadas pela falta de manutenção nas máquinas de construção?

Equipamentos fora do estado ideal de operação podem gerar:

  • Aumento no tempo de produção e prazos atrasados;
  • Redução da qualidade dos serviços;
  • Redução da produtividade da obra e dos funcionários;
  • Maior risco de acidentes;
  • Aumento de custos.
deixar de fazer a manutenção das máquinas de construção pode acabar na paralisação do canteiro de obras
deixar de fazer a manutenção das máquinas de construção pode acabar na paralisação do canteiro de obras

Além disso, a saúde e vida dos trabalhadores são colocadas em risco. O que acaba acarretando mais problemas e prejuízos para a organização – a estimativa é que o setor civil perca, anualmente, em média, R$ 70 bilhões apenas com prejuízos causados por afastamento e indenizações por acidentes de trabalho.

Benefícios em realizar as manutenções nas máquinas de construção

Menos desvios na execução das obras

Normalmente, as construtoras fazem um planejamento de cada etapa da obra antes de dar início em seus trabalhos. Nesse planejamento estão inclusos todos os componentes necessários para garantir a realização do projeto. O que certamente demanda uma série de máquinas de construção para que os serviços sejam realizados com uma maior eficiência.

Porém, caso algum desses maquinários demonstre problemas, terá de ser afastado para o conserto. Isso, com certeza, tem grande impacto no prazo final da obra e no cronograma inicial.

Proteção ao patrimônio da empresa

As máquinas também fazem parte do patrimônio de uma construtora. Por se tratarem de máquinas de construção de grande porte e alta complexidade, acabam envolvendo valores bem significativos. Evitar que esses equipamentos se depreciem e o seu possível sucateamento é algo muito importante para a empresa.

Maior segurança para os funcionários

Um canteiro de obras pode ser muito perigoso, principalmente quando equipamentos demonstram defeitos. Naturalmente, quando estão em más condições, os riscos de acidentes são aumentados consideravelmente.

De acordo com uma estimativa da Organização Internacional do Trabalho, a OIT, mais de 2 milhões de trabalhadores morrem por ano no Brasil em decorrência de acidentes e doenças causadas no trabalho. Além de quedas, também pode-se citar soterramentos, eletrocussão e acidentes com máquinas de construção.

Visar as manutenções para máquinas de construção é fundamental para a integridade e saúde dos funcionários, além de reduzir custos e aumentar a produtividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui