É comum vermos motoristas com dúvidas sobre o que é cambagem e qual a sua finalidade. Alguns chegam até a pensar que o procedimento é complicado e acabam se assustando quando são orientados a realizá-lo. Porém, trata-se de um processo simples e que pode ajudar, e muito, na hora de melhorar o desempenho do seu carro.

Um dos grandes benefícios da cambagem é a melhora na aderência do solo. Sabendo disso, você deve imaginar que o assunto está relacionado aos pneus do seu veículo. Afinal, é ele quem se responsabiliza por essa função do carro. Além do mais, a cambagem também ajuda a aumentar a vida útil do equipamento.

Quer saber mais sobre cambagem, o que é, para o que serve e quando você deve fazer? Continue a leitura e descubra agora mesmo!

O que é cambagem?

Além do alinhamento e balanceamento dos seus pneus, a cambagem também é um procedimento que deve ser feito para garantir a segurança na hora de dirigir. Ele nada mais é do que o ato de centralizar o seu pneu.

Isso porque, na suspensão, o pneu tende a se inclinar numa variação negativa ou positiva. Para que o carro funcione de modo correto, os pneus de ambos os lados devem estar alinhados entre si. Isto é: eles devem estar no centro.

Além do mais, fazer a cambagem ajuda na distribuição do peso do carro sobre a banda de rodagem para evitar que a vida útil do pneu seja diminuída. A direção do carro também é beneficiada, ficando mais leve e solta e diminuindo os desgastes.

O que é cambagem nula?

Quando as rodas estão em ângulo reto com o solo, chamamos de cambagem nula. Nessas situações, a direção fica mais pesada graças ao aumento de cargas verticais.

O que é cambagem negativa?

Quando as rodas estão mais próximas uma da outra exatamente na parte superior dos pneus, chamamos de cambagem negativa (/\). Esse tipo de cambagem aumenta o desgaste interno dos pneus, uma vez que ele irá transferir mais para a parte interna.

Por isso, é muito importante que um equilíbrio seja estabelecido entre as rodas para que os rolamentos e juntas esféricas não acabem por se deteriorar  com o tempo.

O que é cambagem positiva?

Por fim, temos a cambagem positiva, que é definida quando as rodas estão mais próximas em suas partes inferiores do que nas superiores (\/). Isso reduz o desgaste nas articulações da direção, o que a torna muito mais leve.

Esse alinhamento deve ser feito a cada 5 mil quilômetros rodados.

Qual a diferença entre alinhamento e balanceamento?

Como o próprio nome supõe, alinhamento é o ato de alinhar as rodas ao eixo do carro. Já no caso do balanceamento, é quando as rodas do veículo são balanceadas. Esse balanceamento, por sua vez, pode ser feito retirando a roda do carro e colocando-a em uma máquina.

O processo ainda pode ser feito sem que a roda precise ser retirada do veículo. Porém, alguns especialistas consideram esse tipo de balanceamento ultrapassado, já que pode causar várias deformações no eixo.

View this post on Instagram

Por que fazer o balanceamento é importante? As consequências da não realização do balanceamento ou de um procedimento mal feito nas rodas dianteiras e traseiras se materializam por vibrações, seja no volante, no piso do carro, no painel de instrumentos ou nos assentos, em distintas faixas de velocidades. O balanceamento nas quatro rodas é absolutamente essencial para o conforto na condução e na manutenção do desempenho dos pneus. . 📱(92) 3656-6221 / 99121-7999. . 📍 Av. Darcy Vargas, N°1955, Chapada, Manaus. . #vianautos #rodas #pneus #alinhamento #cambagem #alinhamento3D #balanceamento #suspensao #escapamento #freio #medidas #tala9 #volcano #ruff #status #preçojusto #desempenoderodas #sailun #atrezzo #pinturaderodas #estilobaixo #pdw #scorro #raw #volcanowheels #texaco #havoline

A post shared by 🚘🏁ESCUDERIA VIANAUTOS🏁🚘 (@vianautos) on

Quando fazer a cambagem?

Em primeiro lugar, tenha em mente que você precisa da ajuda de um profissional para tomar essa decisão. Embora a cambagem possa ser feita por você mesmo, é importante que alguém especializado no assunto faça a cambagem da maneira correta. Afinal, alguns erros podem causar impactos negativos nos seus pneus.

Isso quer dizer que seus pneus ficarão desgastados muito mais rápido caso você não o deixe centralizado. Embora o processo não possa substituir um pneu, faz com que ele dure mais tempo. E desde que o material ainda esteja em seu prazo de validade, adiar a compra de um novo é uma ótima economia para seu bolso.

Quase todas as oficinas mecânicas são capacitadas e possuem o equipamento necessário para fazer a cambagem.

fazer uma cambagem errada pode contribuir para um desgaste mais rápido
fazer uma cambagem errada pode contribuir para um desgaste mais rápido do pneu

Como saber qual a cambagem ideal?

Para definir o nível ideal da cambagem, é preciso levar em consideração o tipo da configuração da suspensão do seu veículo. Carros com suturas esportivas, por exemplo, necessitam de uma quantidade maior de curvatura estática negativa.

Isso visto que eles possuem apenas um ganho moderado de curvatura em comparação a um veículo com braços de controle de comprimento desigual.

Já os automóveis com suspensão de braços desgastados de comprimento desigual ou os multi-links não possuem essa lacuna. O que significa que sua projeção foi feita para que tivessem uma taxa mais rápida e progressiva de ganho de curvatura negativa ao fazerem as curvas.

Como consequência, sua cambagem não precisa ser como a de suturas esportivas.

É possível saber quando a cambagem está excessiva?

Sim. Por meio da medição do calor interno no centro e na parte externa do patch de contato com o pneu. Usando um termômetro você consegue determinar se um dos lados do pneu está sendo usado mais do que o outro de acordo com essa variação.

A temperatura do equipamento deve estar entre 10ºC e 15ºC mais quente do que o exterior. Caso ultrapasse demais essa faixa, significa que há muita curvatura negativa. Já em situações em que a temperatura está mais fria do que o exterior, significa um excesso de curvatura positiva.

Qual o valor médio para fazer a cambagem?

Embora variem, os preços não passam de R$ 400. Você também pode encontrar cambagens mais baratas, na faixa dos R$ 100. Porém, a qualidade pode deixar a desejar.

Confira a tabela média de preços abaixo baseada nos modelos dos veículos e o preço por roda:

  • Gol, Palio, Celta, Onix: R$ 70
  • BMW, Audi, Kia Cerato: R$ 100
  • Captiva, SW4, SUVs, Land Rover: R$120

Cuidados que você deve ter com seus pneus

Verifique o estado dos pneus do seu carro pelo menos uma vez por mês

Nem sempre é possível notar desgastes e danificações nos pneus se não analisarmos de perto e com cuidado. Por isso, inspecionar os pneus traseiros e dianteiros regularmente é um cuidado que todo proprietário deve ter.

Também é importante levar seu carro para a manutenção periódica e ter um profissional inspecionando seus pneus pelo menos uma vez por ano. Isso ajuda a evitar problemas e identificar qualquer tipo de dano que possa passar despercebido por você.

leve seu carro para que especialistas possam analisar seu pneu pelo menos uma vez por ano
leve seu carro para que especialistas possam analisar seu pneu pelo menos uma vez por ano

Certifique-se de que a pressão do ar está nos padrões

Andar com um carro sem as pressões corretas dentro dos pneus aumenta o risco de acidentes em condições úmidas, além de afetar o manuseio e a frenagem do veículo.

Quando conduzimos pneus sub-inflados geramos um acúmulo de calor e, consequentemente, uma falha precoce. Por isso, é importante verificar a pressão dos pneus de 15 em 15 dias e sempre antes de fazer viagens.

Esteja ciente da capacidade de carga do pneu

Exceder a capacidade de carga do pneu contribui para que o acúmulo de calor seja excessivo. Como consequência, seu pneu sofrerá uma súbita destruição. Isso explica os pedaços de pneus de caminhão que encontramos na pista.

Evite altas velocidades

Andar com os pneus em velocidades muito altas pode danificar o material e acumular calor. Além disso, também há riscos de perdas rápidas de ar ou explosões repentinas do pneu. Quando isso acontece, o motorista acaba perdendo o controle do automóvel.

evitar altas velocidades contribui para que a vida útil do pneu seja maior
evitar altas velocidades contribui para que a vida útil do pneu seja maior

Faça um revezamento

Fazer o rodízio dos pneus pode ser uma excelente ideia para aumentar sua durabilidade. Levando em conta que os eixos dianteiros e traseiro e os lados esquerdo e direito fazem o uso do pneu de maneira diferente, revezar poderia ajudar com que eles desgastem menos. Assim, o desgaste passa a ser uniforme e não somente em um dos lados da borracha.

Não se esqueça de usar o estepe

Se você notar algum dano nos pneus ou na roda, faça a substituição com seu estepe. Em seguida, leve para um profissional verificar o que ocasionou o problema. Não se esqueça de fazer a manutenção do estepe e verificar a data de validade.

Para saber como encontrar a validade do pneu, leia o nosso post do blog sobre o assunto! 

A importância de cuidar bem dos seus pneus

Vida útil maior

Cuidar bem dos seus pneus contribui para uma vida útil mais longa, o que lhe ajuda na hora de economizar. Como sabemos, um pneu novo não é um objeto barato. Verificar se os pneus estão calibrados, por exemplo, contribui para essa maior durabilidade, já que pneus super inflados ou inferiores não costumam se desgastar de maneira uniforme. Isto é: sua vida útil será muito menor.

Um pneu que está 20% inflado, por exemplo, pode durar até 20% menos do que pneus calibrados corretamente. Ou seja, ao invés de durar 60 mil quilômetros como normalmente acontece, ele durará apenas 48 mil.

Garante sua segurança

A borracha dos pneus é o único ponto de contato entre seu veículo e a estrada. Por isso, é necessário que esteja sempre em bom estado para garantir sua segurança e das demais pessoas envolvidas no trânsito.

Economia de combustível

Embora muitas pessoas não saibam, pneus sub-inflados são os maiores causadores do consumo excessivo de combustível. Isso seria explicado graças a sua maior resistência ao rolamento. Na prática, significa que seu motor precisa se esforçar mais para mover seu veículo. Isto é: gastar mais combustível.

um pneu conservado ajuda na hora da economia de combustível
um pneu conservado ajuda na hora da economia de combustível

Qual a vida útil de um pneu?

No geral, é esperado que um pneu rode por volta dos 50 mil quilômetros até que sua troca seja necessária. Além disso, também é preciso ter em mente a data de fabricação: material tem vida útil de 5 anos. Mas essa durabilidade pode variar dependendo de vários fatores como:

  • qualidade do pneu;
  • tipo de veículo em que ele está montado;
  • como o motorista conduz o carro;
  • a classificação de treadys, que corresponde a um grau de desgaste esperado.

Andar sempre em altas velocidades é um fator de grande influência na diminuição da vida útil do seu pneu, como vimos mais acima. Além disso, dirigir com as rodas fora de alinhamento poderá danificar o material e fazer com que seja necessária uma troca mais rápida.

Carros que nunca fizeram o rodízio também têm o desgaste mais acelerado. Especialmente para pneus montados na frente de um veículo com tração dianteira, fazer o rodízio é importante para evitar possíveis corrosões. Isso porque, os pneus desse tipo de automóvel carregam a maior parte do peso do carro e também da carga nas paradas de frenagem.

Agora que você aprendeu o que é cambagem e para o que serve, não deixe de verificar a necessidade de realizar o processo nos seus pneus. Isso fará com que a qualidade do material seja mais longa e que você não perca dinheiro com desgastes rápidos. Além disso, manter seus pneus sempre conservados contribui para a valorização do seu carro na hora da venda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui