farol alto ligado durante a noite

Saiba como usar cada tipo de farol no seu dia a dia e evite multas e acidentes

O uso dos faróis é um dos pontos mais importantes da direção defensiva, afinal, ele é o responsável por evitar colisões devido à neblina, chuva e até vias sem iluminação. No entanto, muitas pessoas não sabem como usar cada tipo de farol no dia a dia, e acabam se confundindo com cada um deles.

Dirigir de forma prudente e com segurança vai além de manter o limite de velocidade permitido naquele trajeto. Saber usar o freio, setas, retrovisores e faróis garante que você cumpra as leis de trânsito e evite colocar sua vida e a de terceiros em perigo.

Um grande exemplo da importância do farol são os dias de chuva, quando a visibilidade do motorista fica comprometida. Muitas vezes, o condutor só sabe que há outro carro vindo em sua direção pelo farol, o que acaba evitando diversos tipos de acidentes.

Confira a seguir como usar cada tipo de farol para dirigir de forma prudente e segura!

Farol Baixo

Os faróis baixos devem ser usados em situações mais simples do dia a dia, e têm a função de iluminar o que está à frente do veículo, mas sem ofuscar a visão de quem está no sentido contrário. Esse tipo de farol deve ser usado em túneis, à noite ou sempre que a visibilidade estiver comprometida, como os casos de chuva, neblina ou poeira.

Ele também é obrigatório em rodovias durante o dia.

veículo na rodovia com farol baixo ligado
O farol baixo é usado na grande maioria das situações do dia a dia

Farol alto

Quando você estiver em locais sem nenhuma iluminação ou quando a visibilidade estiver extremamente comprometida, é necessário usar o farol alto, já que ele é mais forte do que o farol baixo e consegue iluminar com mais potência. No entanto, é importante que você desligue o farol alto quando outro veículo estiver vindo em direção contrária ou quando outro veículo estiver por perto, a fim de evitar que a visão do outro motorista fique comprometida.

carros com farol alto ligado durante a noite em dia de chuva
O farol alto é usado para evitar acidentes especialmente em situações onde a visibilidade é baixa

Farol de neblina

Diferente do que muitos acreditam, o farol de neblina não é o farol baixo. O conjunto dos faróis de neblina ficam separados das outras luzes do carro, a cerca de 20 a 30 centímetros de altura do chão e são ligeiramente apontados para baixo.

Isso porque a intenção desse tipo de farol é deixar a via iluminada para o motorista em casos de neblina, chuvas, neves ou outras condições climáticas muito severas onde não se pode usar o farol baixo.

imagem de um veículo com o farol de neblina ligado
O farol de neblina é o farol que fica próximo ao solo, e deve ser usado para iluminar a via em situações de pouca visibilidade por condições climáticas

Vale lembrar que não é permitido usar o farol de neblina quando não há necessidade, já que por iluminar o solo de baixo para cima, os motoristas que trafegam em sentido oposto podem acabar tendo a visão ofuscada pela luz.

Alguns veículos ainda possuem o farol baixo também na parte traseira, para indicar para o condutor de trás que seu veículo está ali em uma via com pouca iluminação e visibilidade comprometida.

Farol de Milha

O farol de milha é um farol adicional que fica entre os faróis principais. Seu objetivo é ter um alcance de iluminação maior do que os faróis comuns, assim o condutor consegue ter uma maior visibilidade à longa distância.

Porém, é importante ressaltar que o Contran possui uma resolução específica quanto ao tipo de farol usado como farol de milha: ele deve ter luz branca e só deve ser usado quando os faróis de luz alta estiverem ligados.

O mais comum é que seja usado por carros de rally, caminhonetes e veículos off-roads, devendo-se usar o equipamento apenas em casos de extrema necessidade para evitar acidentes.

Luz de posição

O farolete, lanterna ou luz de posição, é uma luz baixa usada apenas para delimitar a posição e tamanho do veículo em uma via, a fim de evitar acidentes. Esse tipo de farol deve ser usado à noite, ou durante o dia quando estiver chovendo ou estiver estacionado em um local de desembarque ou embarque de passageiros e cargas.

O que o Código de Trânsito Brasileiro diz sobre o uso de cada farol?

De acordo com o art. 40 do CTB, o uso indicado para cada farol é:

“I – o condutor manterá acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública;

II – nas vias não iluminadas o condutor deve usar luz alta, exceto ao cruzar com outro veículo ou ao segui-lo;

III – a troca de luz baixa e alta, de forma intermitente e por curto período de tempo, com o objetivo de advertir outros motoristas, só poderá ser utilizada para indicar a intenção de ultrapassar o veículo que segue à frente ou para indicar a existência de risco à segurança para os veículos que circulam no sentido contrário;

IV – o condutor manterá acesas pelo menos as luzes de posição do veículo quando sob chuva forte, neblina ou cerração;

V – O condutor utilizará o pisca-alerta nas seguintes situações:

a) em imobilizações ou situações de emergência;

b) quando a regulamentação da via assim o determinar;

VI – durante a noite, em circulação, o condutor manterá acesa a luz de placa;

VII – o condutor manterá acesas, à noite, as luzes de posição quando o veículo estiver parado para fins de embarque ou desembarque de passageiros e carga ou descarga de mercadorias.”

Andar com os faróis apagados nessas situações é considerado uma infração média com multa de R$130,16.

Em casos de falta de visibilidade, pode usar o pisca alerta?

Não, você não deve usar o pisca-alerta para andar em uma via com pouca visibilidade. O pisca-alerta é um sistema de segurança que deve ser acionado apenas quando seu carro demonstra qualquer tipo de problema que comprometa a direção e a segurança de todos do trânsito.

botão do pisca alerta
O pisca-alerta não deve ser usado em qualquer condição e não é indicado para uso em vias com a visibilidade comprometida

Alguns exemplos são pane mecânica, problemas nos freios, problemas na direção ou problemas na troca de marcha. Ele também deve ser usado quando há algum problema ou situação na estrada que comprometa a segurança de quem está se aproximando pela mesma via ou pela via contrária.

Você também pode usar o pisca alerta quando alguém dentro do carro está precisando de atendimento médico imediato e você precisa levá-lo rapidamente ao hospital.

Entretanto, diferente do que muitos acreditam, não é permitido andar com o pisca alerta quando há chuva forte ou neblina, nem mesmo quando você para o veículo em local proibido por 5 minutos. 

Embora muito comum, o ato de parar o carro para o passageiro descer ou subir do veículo e acionar o pisca-alerta é uma conduta irregular.

Leia também Veja como usar o pisca alerta da maneira correta

Agora que você aprendeu a usar cada tipo de farol do carro de forma correta, siga as nossas dicas para evitar infrações e especialmente acidentes nas vias. Afinal, o farol nada mais é do que um sistema de segurança para ajudar os condutores a enxergar o tráfego durante a noite ou em situações de pouca visibilidade e evitar colisões.

  • Caso você esteja pensando em trocar de veículo, com um preço acessível e uma variedade enorme, acesse a página de lote do Superbid e confira os leilões em aberto. Diversos modelos com os melhores preços do mercado, com o especialista em leilões!
Indústria 5.0: A Nova Era da Colaboração Homem-Máquina no Mundo Produtivo
Indústria 5.0: A Nova Era da Colaboração Homem-Máquina no Mundo Produtivo
Qual a renda mínima para financiar um imóvel de 120 mil?
Qual a renda mínima para financiar um imóvel de 120 mil?

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *