Trabalhar com máquinas pesadas exige extenso conhecimento e habilidade do operador. Por isso é muito comum surgirem dúvidas a respeito da carteira de habilitação para os motoristas desses maquinários. Uma dessas dúvidas é: um operador de retroescavadeira precisa de CNH?

Uma retroescavadeira é um modelo de trator que possui uma pá carregadeira montada à frente e uma escavadeira montada em sua traseira.

Sua função é escavar o solo ou remover materiais dos canteiros de obra, além de muitas outras, como transportar materiais no dia a dia.

Um operador de retroescavadeira precisa estar devidamente apto para realizar esses serviços garantindo sua integridade e segurança e das pessoas ao redor.

Para esclarecer suas dúvidas sobre o assunto, leia o texto abaixo e descubra se um operador de retroescavadeira precisa de carteira de habilitação!

Operador de retroescavadeira precisa de CNH?

O item 11.1.6 da NR 11 apresenta a palavra habilitado quando faz menção a indivíduos que operam esse tipo de máquina.

O que o texto quer dizer, nesse trecho, é que a pessoa deve estar capacitada para tal tarefa, não necessariamente portar uma carteira de habilitação caso vá operar a máquina em vias privadas.

No entanto, quando for dirigir o veículo em vias públicas, o operador de retroescavadeira precisa ter a CNH.

Não precisa de CNH se for operar a máquina em vias privadas
Não precisa de CNH se for operar a máquina em vias privadas

A categoria exigida para esse maquinário é a B, de acordo com a Lei 13.097, publicada em 27 de janeiro de 2015.

A lei garante que os motoristas que possuem CNH de categoria B estejam legalmente autorizados para dirigir tratores e máquinas agrícolas.

Antes, porém, a exigência era que esses profissionais fossem habilitados em categoria C, D ou E. Essas são as categorias usadas para ônibus, caminhões e veículos de reboque.

Porém, de acordo com as leis, o operador de retroescavadeira de vias públicas deve estar capacitado não somente com a habilitação. O motorista também precisa ter treinamento e habilidade para operar a máquina com segurança dentro da NR 11.1.5. Além do mais, um curso é solicitado para garantir o conhecimento total do indivíduo.

O que o Código Brasileiro de Trânsito tem a dizer sobre o assunto

Caso o operador de retroescavadeira exerça suas atividades nas dependências e não nas vias públicas, o trabalho pode ser feito sem que haja a necessidade de habilitação de qualquer categoria.

Porém, nós não recomendamos essa prática. Afinal, máquinas pesadas podem ser bastante perigosas e exigem um certo conhecimento da parte do condutor. Esse conhecimento serve para garantir a segurança de quem opera o equipamento, e também das pessoas que trabalham ao redor.

"<yoastmark

Embora não seja um requisito quando não for operada em vias públicas, a CNH de categoria B pode ser exigida pelo contratante sempre que o mesmo achar necessário.

Quando, porém, os trabalhos envolverem a carga e descarga em via pública ou qualquer operação externa, pode ser recomendado que o operador de retroescavadeira mude a CNH da categoria B para C.

Atualmente, a NR 11 (Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais) é responsável por estabelecer as normas de trabalhos com empilhadeiras, guindastes, retroescavadeiras e outros equipamentos de transporte.

Categorias da CNH

O Código de Trânsito Brasileiro hoje reconhece cinco categorias de CNH, sendo elas:

  • A: condutor de veículos motorizados de duas ou três rodas que tenham ou não carro lateral;
  • B: condutor de veículos motorizados não abrangidos na categoria A, cujo peso bruto total não seja superior a 3,5 mil Kg e cuja lotação não exceda oito lugares, excluindo o do motorista;
  • C: condutor de veículos motorizados usados em transporte de carga, cujo peso bruto total seja maior do que 3,5 mil Kg;
  • D: condutor de veículos motorizados usados em transporte de passageiros cuja lotação exceda oito lugares, excluindo o do motorista;
  • E: condutor de combinação de veículos em que a unidade tratora se enquadre nas categorias anteriores e cuja unidade acoplada, reboque, semirreboque ou articulada tenha mais de 6 mil Kg de peso bruto total, ou cuja lotação exceda oito lugares como o trailer, por exemplo.

Requisitos para mudar a categoria da CNH

O operador de retroescavadeira que deseja mudar a categoria de sua CNH, deverá seguir as seguintes exigências:

  • B para C: ter cumprindo um ano na categoria B;
  • B para D: ter cumprindo dois anos na categoria B;
  • B para E: não é permitido;
  • C para D: ter cumprindo um ano na categoria C;
  • C para E: ter cumprindo um ano na categoria C;
  • D para E: ter cumprindo um ano na categoria D (para os condutores que passaram da B direto para a D);

Dicas de segurança para operador de retroescavadeira

Ajuda externa

Dependendo das condições do local em que o operador de retroescavadeira está trabalhando, haverá necessidade de ajuda externa.

Situações que envolvem visibilidade limitada, passagens estreitas e intensa movimentação de pedestres e veículos demandam um alto grau de precisão. É onde entra um auxiliador com domínio da linguagem de sinais empregada no deslocamento e movimentação de equipamentos. Esse profissional também deve ter pleno conhecimento das operações realizadas e que estar atento durante todo o processo.

Operações de manipulação e posicionamento de materiais, trabalhos próximos a redes elétricas, estruturas e tubulações e içamentos também requerem uma orientação vinda de fora. Além do mais, vale lembrar que, para uma maior segurança de todos, em situações de instabilidade, o operador de retroescavadeira nunca deve sair da máquina. O ideal é que ele permaneça sentado com o cinto de segurança afivelado e aguarde até que o equipamento seja estabilizado.

Estado das peças

O operador de retroescavadeira deve verificar, diariamente, o nível dos fluidos, estado dos materiais de desgaste, pressão dos pneus e implementos das máquinas. Áreas com restrição de acesso e limitação de altura também são fatores importantes que devem ser observados nos canteiros de obras.

Manobras

Durante as manobras feitas com a retroescavadeira, o condutor deve prestar bastante atenção nas condições do entorno do equipamento. Assim, ele consegue identificar obstruções de passagem, irregularidades no terreno, ferramentas e objetos deixados no solo e a movimentação de outras máquinas.

Ao realizar trabalhos de escavação, o equipamento deve ser estabilizado pelos braços com o uso da caçamba dianteira virada para baixo. Seus eixos ficam suspensos e as rodas não devem estar em contato com o solo.

Quando a retroescavadeira se movimentar beirando as encostas, o condutor deverá colocar a transmissão em uma velocidade inferior. Os freios de serviço devem estar sempre em bom estado de conservação para situações como essa. O operador nunca deverá descer com a retroescavadeira pelas encostas com transmissão em ponto morto ou velocidade do motor acima de 2500 rpm.

quando o condutor operar a retroescavadeira próximo de encostas, deverá colocar a transmissão em uma velocidade reduzida
quando o condutor operar a retroescavadeira próximo de encostas, deverá colocar a transmissão em uma velocidade reduzida

Na hora de usar o corte da embreagem para fazer escavação em uma encosta, recomenda-se cautela. A máquina deve sempre se posicionar abaixo da valeta e nunca em uma posição superior. Ao terminar o serviço, a retroescavadeira deve ser estacionada em superfície plana e firme. Seus controles devem estar todos em posição neutra e os freios de estacionamento devem estar acionados.

Se preferir, o condutor de retroescavadeira pode usar calços nas rodas. A caçamba deverá ficar sobre o solo enquanto o motor fica desligado e a chave é removida da ignição.

Erros mais comuns cometidos pelo condutor de retroescavadeira

  • usar modelos com porte inadequado para aquele tipo de operação;
  • Deslocar em velocidade excessiva, ou com a caçamba cheia e elevada;
  • Não prestar atenção nas características do terreno;
  • Demolir usando implementos inadequados;
  • Trabalhar com a máquina submersa;
  • Deslocar a máquina com os braços estabilizadores abaixados;
  • Desrespeitar os limites do equipamento como: capacidade de levantamento, capacidade de carga e carga de tombamento.

Agora que você já sabe que para ser um operador de retroescavadeira é necessário CNH de categoria B, e categoria C para operações de carga e descarga em vias públicas, tire sua habilitação ou mude sua CNH de categoria para que possa trabalhar operando a máquina dentro da lei.

Aproveite e descubra qual melhor opção para sua obra, retro ou miniescavadeira?

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui