No momento de renovar a frota ou um item de máquinas pesadas e agrícolas, é comum ficar em dúvida e pesquisar entre opções novas e usadas que valham a pena economicamente e não impactem negativamente nas atividades.

A jornalista especializada em máquinas pesadas da Beacon Funding, Serena Doescher, elenca quatro fatores a serem considerados no momento da escolha de um guindaste, mas que também se aplicam a outros equipamentos. Confira:

  1. Custo

Essa provavelmente é a decisão primordial ao escolher entre um maquinário novo ou usado, mas há alguns detalhes relacionados ao custo que às vezes estão “escondidos” e devem ser considerados.

É fato que as máquinas usadas, se estão em bom estado, têm um ótimo custo benefício. Afinal, alguns recursos pelos quais talvez você não pudesse pagar em uma máquina nova podem ser encontrados na de segunda mão.

Por isso, é muito importante avaliar com atenção as ferramentas que você precisa no equipamento para determinar se pode pagar por todos os recursos em uma máquina nova ou se uma usada caberá melhor no seu orçamento.

  1. Condição

Pensando que uma máquina usada é mais acessível economicamente, você deve considerar as condições e o desgaste do produto antes de fechar negócio.

Quando você compra uma máquina nova, há, pelo menos, o mínimo de expectativa de que o item estará em ótimo estado por anos ou até décadas.

Uma máquina usada também pode estar em ótima condição e durar muito tempo, mas você corre riscos. Nesse caso, é importante inspecionar detalhadamente a máquina antes da compra e, se não for familiarizado com alguns aspectos que avaliam a condição, não tenha receio de consultar um especialista.

Um mecânico confiável deve estar apto para ajudar a determinar o nível de desgaste da máquina ou pelo menos dar uma ideia do que você precisa verificar ao fazer a inspeção por conta própria.

Com o cuidado necessário, o maquinário tende a durar muito tempo, mesmo sendo usado. Mas se preferir uma máquina sem desgaste algum, obviamente a compra de uma nova pode agradar mais. A escolha é sua!

  1. Manutenção

Ao decidir entre uma máquina nova ou usada, as necessidades de manutenção não podem ficar de fora.

Um equipamento novo terá menos aspectos a serem revistos por um longo tempo após a compra. Além disso, caso surjam defeitos, esses provavelmente serão acobertados pela garantia de um fabricante ou revendedor.

Já manter uma máquina usada em perfeitas condições requer manutenções mais regulares. É importante lembrar também que, geralmente, a venda para segunda mão não oferece garantias.

Claro, se, ao adquirir o maquinário, este estiver em boas condições, provavelmente não haverá grandes problemas. Entretanto, você continuará tendo que agregar potencial a partir de manutenção e reparos que podem ser caros em relação às máquinas novas. 

  1. Financiamento

Independentemente da “idade” do equipamento, ter um parceiro de financiamento que auxilie na compra é importante.

Mas atenção: algumas empresas têm restrições para financiar guindastes usados. Assim, um consultor especializado pode ajudar a encontrar o melhor plano de financiamento possível para a máquina nova ou usada.

Texto original: https://cranenetworknews.com/four-factors-consider-choosing-new-used-crane/

3 COMENTÁRIOS

  1. Gostaria de saber , se quando vendo uma máquina em perfeito funcionamento e testada pelo comprador e aparecer defeito depois de 2 meses eu sendo a vendedora tenho que assumir os custos de manutenção ou devolução do dinheiro?

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui