Os aumentos na conta de luz, ameaças de racionamento de energia e imprevistos cotidianos são alguns dos fatores que resultam no aumento da procura por geradores de energia. Afinal de contas, ninguém deseja ficar no escuro. Mas você sabe como escolher um gerador de energia?

Quando a energia acaba, os geradores começam a operar, permitindo que casas e estabelecimentos continuem abastecidos mesmo com a falta geral. Por isso, é necessário fazer uma boa pesquisa antes de adquirir o seu.

Para escolher o gerador ideal é preciso ter em mente a sua demanda, quantos volts ele será capaz de fornecer, qual a melhor marca ou modelo, qual o tipo de combustível que ele consumirá, entre outros fatores.

Por isso, se você estiver procurando um modelo, mas ainda não sabe por onde começar, esse post é feito especialmente para você.

Como escolher um gerador de energia?

Existem muitos fatores que implicam diretamente na aquisição de um modelo de gerador de energia. Conheça alguns dos principais fatores a seguir.

Combustível

Em primeiro lugar, é preciso definir qual será o tipo de combustível que o seu gerador irá consumir.

Modelo de gerador monofásico a base de Diesel
Modelo de gerador monofásico a base de Diesel

No mercado, é possível encontrar diversos modelos de geradores disponíveis, seja para comprar ou alugar. Dentre eles, existem os modelos movidos a gasolina e a óleo diesel.

Gerador a Gasolina

Os modelos que são movidos a gasolina, geralmente são mais baratos. Eles custam cerca de 30% a menos que os geradores a diesel, por exemplo. Também são menos barulhentos e, seguindo o mesmo exemplo dos automóveis, são menos poluentes.

No entanto, esse tipo de gerador é recomendado especialmente para quem o usará com menos frequência, sendo ideal para pequenos estabelecimentos ou para residências. Esse modelo também pode ser usado em escritórios ou clínicas, contanto que seu uso não seja tão constante.

Gerador de aluguel locado em no galpão de um escritório
Existem empresas que alugam geradores para emergências, que comumente ajudam escritórios sem geradores próprios a espaparem do “apuros”

Eles também são mais portáteis que os modelos movidos a diesel, sendo ideais para espaços reduzidos.

O principal “problema” desse tipo de equipamento é que a gasolina é bem mais cara que o diesel. Além do consumo de combustível ser mais rápido. Ou seja, se o seu uso for frequente, o seu bolso vai pesar. E muito.

Gerador a Diesel

Os geradores a diesel são modelos mais robustos e mais caros. Entretanto, o seu uso será constante e o consumo de combustível será menor.

Por serem robustos, eles também são mais duráveis e resistentes que os modelos movidos a gasolina.

Seu uso acaba compensando mais se você o usar com mais frequência. Ele é bem recomendável para supermercados, hospitais e para a indústria. Em resumo, apropriados para locais onde a energia não pode parar sob hipótese alguma.

Porém, as principais reclamações a respeito desta máquina se resumem a uma só: barulho. Os geradores movidos a diesel são mais barulhentos. Além dos ruídos, o seu gás também é mais poluente que a gasolina.

A grande vantagem da sua aquisição é que o diesel é um combustível mais barato que a gasolina. Por isso, o preço do equipamento acaba sendo compensado por evitarem consertos constantes e pelo abastecimento.

Voltagem

Outro ponto fundamental é verificar o tipo de regulador de tensão (voltagem) presente no gerador que você pretende escolher.

O regulador de tensão serve para estabilizar a energia que chega até o seu empreendimento e garantir que ela seja constante, permitindo que você ligue qualquer tipo de aparelho na tomada.

Regulador de tensão modelo AVR
O regulador de tensão, modelo AVR, é o mais indicado para estabelecimentos que vão precisar nutrir energia a máquinas sensíveis, como computadores e televisões

Os reguladores também são os principais responsáveis por diminuir a mobilidade de saída de tensão. Em outras palavras, a voltagem que sai do gerador até os aparelhos que consumirão sua carga evitam prováveis danos aos seus eletrônicos.

A energia que é produzida pelos geradores sai com muita oscilação, tornando a presença do regulador fundamental para ligar os equipamentos, especialmente os mais “sensíveis”.

Os reguladores de tensão se dividem entre dois tipos: o AVR e o capacitor.

AVR

O AVR, conhecido como Regulador Automático de Voltagem (tradução direta de Automatic Voltage Regulator), deve acompanhar o seu gerador se a finalidade dele é abastecer aparelhos mais “sensíveis”, como televisores, computadores etc. Basicamente, eletrônicos que podem queimar devido a oscilação de energia.

Ele é considerado um regulador de energia moderno, tornando a energia do gerador parecida – ou até mesmo igual – a energia elétrica consumida normalmente no dia a dia, como no  ambiente de trabalho ou em casa.

Capacitor

O capacitor é a versão mais comum dos reguladores. Sendo assim, eles não conseguem remover toda a oscilação da saída de tensão. Ele pode ser perigoso, caso você o utilize para os eletrônicos supracitados.

Seu uso é mais adequado para equipamentos menos sensíveis, como luzes e ferramentas elétricas.

Nível Sonoro

Compare também os níveis sonoros que são emitidos por cada tipo de gerador. Como já vimos anteriormente, os movidos a diesel são mais barulhentos que os modelos rodados a gasolina.

De acordo com alguns especialistas, existem modelos de geradores que emitem barulhos tão altos que se tornam extremamente prejudiciais àqueles que ficam diretamente expostos aos ruídos.

Os efeitos causados por esse tipo de exposição são físicos e até mesmo psicológicos. Hipertensão, dor de cabeça, danos na audição e irritabilidade são algumas das principais queixas dos trabalhadores que são afetados pelo barulho.

Dimensionamento

O dimensionamento nada mais é que elencar todos os equipamentos que utilizarão a nova fonte de energia.

Ao escolher um modelo, você deverá levar em conta o consumo de todos os eletrônicos que pretende abastecer com a energia proveniente do seu gerador, de preferência em Watts.

A informação do consumo de energia de cada aparelho elétrico está contida nas etiquetas dos produtos, em manuais de fábrica e também no site de cada fabricante.

Caso você não encontre em nenhum desses canais, confira abaixo a tabela com o consumo médio de cada aparelho eletrônico que pode ser encontrado em seu lar:

Aparelho             Potência Estimada

Aspirador de Pó                600 Watts

Bomba de Água 400 Watts

Cafeteira Elétrica (Residencial)   600 Watts

Churrasqueira Elétrica    3000 Watts

Chuveiro Elétrico              5500 Watts

Computador      300 Watts

Som Pequeno    150 Watts

Exaustor              150 Watts

Ferro Elétrico     1000 Watts

Fogão Elétrico 2 Bocas   3000 Watts

Fogão Elétrico de 4 Bocas             6000 Watts

Forno de Micro Ondas   2000 Watts

Freezer Horizontal           500 Watts

Freezer Vertical 300 Watts

Geladeira Simples            250 Watts

Geladeira Duplex              500 Watts

Grill        1200 Watts

Liquidificador    200 Watts

Máquina de Costura       100 Watts

Máquina de Lavar Louça               1500 Watts

Máquina de Lavar Roupa              1000 Watts

DVD Player         30 Watts

Secador de Cabelo           1000 Watts

Secadora de Roupas       3500 Watts

Televisor 21”     90 Watts

Torneira Elétrica               2500 Watts

Torradeira           800 Watts

Ventilador             100 Watts

É preciso considerar uma margem de segurança, especialmente se você não tem certeza do consumo de cada aparelho, antes de escolher um gerador de energia.

Por exemplo, se todos os aparelhos que você possui somam, em média, 1900 watts, é possível que o gerador ideal para você tenha a potência de 2500 watts, evitando o risco de sobrecarregamento.

Por tamanho

Os geradores de energia também podem ser portáteis ou estacionários. Além desses dois, existem os tipos “inverter”, que embora sejam portáteis, funcionam de maneira silenciosa e mais limpa.

Geradores Portáteis

Esse tipo de gerador é muito utilizado para oferecer energia em casos de apagões ou tempestades. Também servem para levar energia para locais mais afastados.

Modelo de gerador portátil movido a diesel
Modelo portátil ideal para escritórios e estabelecimentos comerciais de pequeno porte

Ao optar por um desses modelos, leve em consideração o tempo de trabalho, a mobilidade e o seu tamanho.

Geradores Estacionários

Também conhecidos como modelo standby, os geradores estacionários são ideais para estabelecimentos que necessitam de energia 24 horas por dia, 7 dias por semana.

TrÊs geradores estacionários verede acoplados em uma estação de uma fábrica
Geradores estacionários são mais comuns em fábricas ou hospitais. Esses ambientes possuem uma estação própria

Normalmente, são modelos movidos a diesel e fornecem energia para os locais até que as situações adversas (como apagões ou instabilidade temporária) se resolvam.

Estes geradores também são robustos e devem ser instalados por profissionais qualificados e em locais com pouca, ou nenhuma, inclinação.

Geradores Inverter

Os modelos inverter são ideias para utilização em passeios de barco, acampamentos ou para trazer energia a locais pouco visitados.

Os geradores inverter são ideais para acampamentos ou passeios de barco, pois são os mais portáteis do mercado

Eles são menores tanto em capacidade de potência quanto em tamanho. Também são pouco barulhentos e sustentáveis.

Outros pontos a serem considerados para escolher um gerador de energia

Considere também essas outras opções ao adquirir o melhor gerador para a sua necessidade:

  • Medidor de combustível: esteja sempre atento a quantidade de combustível que ainda está disponível em seu gerador. Principalmente em operações que necessitem de muito tempo de seu uso;
  • Desligamento automático por falta de óleo: escolha modelos em que o motor é desligado automaticamente, caso o óleo fique abaixo do nível mínimo. Esse recuso evitará o desgaste do seu motor;
  • Partida elétrica: alguns modelos portáteis oferecem uma alternativa de botão automático, que evita ter de puxar a cordinha para dar partida no motor do gerador. Os modelos estacionários possuem esse mecanismo;
  • Partida automática: se a energia acabou, o gerador entra em atividade. Isso sem que você tenha que levantar um dedo sequer. Ele é perfeito para geradores que ficam longe do seu manuseio;

Agora que você já sabe de todas as particularidades dos principais modelos de geradores disponíveis no mercado, descubra as oportunidades de geradores na Superbid.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui