O rodotrem é um veículo muito comum nos transportes de carga e conhecido por seu tamanho extenso, já que pode alcançar cerca de 30 metros de comprimento. Mas você sabe quanto carrega um rodotrem?

Popularizado no Brasil nos anos 80, a presença do Rodotrem nas estradas e Rodovias ao redor do mundo despertam curiosidade pela sua extensão. De origem norte-americana, o Rodotrem é comumente utilizado para transportes de cargas nos Estados Unidos, Austrália e África do Sul.

Neste artigo, além de conhecer mais informações sobre o automóvel, você também aprenderá, especialmente, quanto carrega um rodotrem.

Ficou interessado? Então acompanhe a leitura!

O que é um Rodotrem?

Mas antes de mais nada, você sabe o que é um Rodotrem?

modelo de rodotrem
Este é um tradicional modelo de rodotrem

Considerado um sistema de acoplamento de semirreboques rodoviários, formando uma espécie de comboio ferroviário, o Rodotrem está enquadrado na categoria de combinação veicular rodoviária ou combinação de veículos de carga (CVC), e é formado por uma ligação de veículos de carga. 

Sua anatomia é composta por um cavalo mecânico trucado, um módulo ou reboque, que são conectados entre si através de um Dolly e equilibrados por uma quinta roda em cada módulo.

Quais as diferenças entre um Rodotrem e caminhões?

Além do tamanho, existem diferenças cruciais para a funcionalidade de uma carreta que as diferenciam dos caminhões em geral.

modelo de tipo de caminhão
Comparado com um caminhão, nas carretas, como no Rodotrem e demais variáveis de veículos de carga, as rodas de tração, a força motriz e o motor ficam em um componente diferente do da carga

Sendo assim, a parte que conhecemos como cabine recebe a nomenclatura de cavalo mecânico e os módulos de carga são chamados de semi-reboque.

História do Rodotrem no Brasil

O primeiro registro do Rodotrem no Brasil data os anos 70, quando a empresa norte-americana FrueHauf o trouxe para fortalecer o transporte de produtos agrícolas para exportação. Na época, o combinado de módulos já recebia o nome de “Road train”, do inglês “trem da estrada”. De fato, o nome Rodotrem é uma traduçã livre do nome original em inglês.

Suas primeiras aparições no Brasil tiveram como objetivo suprir o transporte da cana-de-açúcar em regiões do território brasileiro onde não havia a implementação de grandes ferrovias. O transporte nos canaviais acontecia em estradas de terra, principalmente nos estados do Paraná e Mato Grosso, onde os testes com a composição do Rodotrem iniciaram oficialmente.

O principal motivo do Brasil adotar o uso do Rodotrem foi em razão do custo benefício, considerando uma alternativa de transporte que dava conta de uma quantidade de carga com menor gasto de combustível. 

No entanto, os modelos brasileiros só começaram a ganhar notoriedade nos anos 80, principalmente em 1981, quando foram considerados uma composição eficiente para o transporte de cargas.

O que carrega um Rodotrem?

Antes de saber quanto carrega um rodotrem, e importante aprender o que o veículo é capaz de carregar.

De acordo com dados do Plano Nacional de Logística de 2015, 65% das cargas brasileiras são levadas de norte a sul do país através do setor rodoviário, competindo com outros setores, como ferroviário e hidroviário. 

Seguindo os passos da sua história no Brasil, o Rodotrem foi responsável por transportar grandes cargas de cana-de-açúcar – esta ainda é uma das suas principais cargas. Mas não parou por aí. 

quanto carrega um rodotrem
Os rodotrens são muito usados pelo setor industrial e agrícola pelo mundo inteiro

Os módulos do veículo também são encarregados de dar conta do setor graneleiro do Brasil, abarcando produtos ensacados, grãos em geral e cargas paletizadas, que consiste na organização das cargas em pallets para o setor de armazenamento.

Entre outros produtos de maior presença nos módulos de um Rodotrem, estão os cereais a granel, como soja, milho, feijão e etc. O Rodotrem também pode transportar fertilizantes, adubos, mercadorias encaixotadas, engradados, sacarias, barras e chapas de aço, entre outros.

Quanto carrega um Rodotrem?

O Rodotrem é bem maior que outros tipos de caminhões recomendados para carga pesada. Sua extensão de 30 metros, o máximo que pode chegar, suporta até 74 toneladas de peso bruto, que está distribuído em seus 9 eixos de sustentação. 

Alguns outros modelos registrados como Rodotrem são menores, como os de 25 metros, que se configura como o tamanho mínimo tolerado para o veículo.

Sendo assim, as especificações para o limite de peso da carga de um Rodotrem vão depender das configurações do complemento, como o número de módulos, as quintas rodas e o Dolly. Ou seja, são muitas as variáveis a partir do número de eixos, além do espaçamento entre eles, que altera diretamente a capacidade limite da carga.

Além do mais, é necessário levar em consideração as regulamentações do Ministério dos Transportes, que também é regulado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) em parceria com o Conselho Nacional de Trânsito (COTRAN).

Recentemente, um documento foi disponibilizado com as especificações documentadas de carretas e veículos de carga. Apesar das categorizações, é necessário lembrar que alguns veículos possuem caráter híbrido e a sua capacidade varia de acordo com o número de eixos e da combinação do cavalo mecânico e semirreboque.

De acordo com o documento, as recomendações acontecem principalmente através do número de eixos, respeitando o limite de 6 toneladas em caso de eixo simples, e 17 toneladas por eixos em tandem duplo, ou seja, a cada par de eixos, mais 17 toneladas serão permitidas. 

O exemplo do documento segue um parâmetro de Rodotrem de 9 eixos, como o da ilustração acima extraída do próprio material emitido pelo DNIT. É importante ressaltar que o cálculo do limite de carga de um Rodotrem, e dos demais veículos semelhantes, é realizado através da variável do PBT/CMT, ou seja, o Peso Bruto Total sobre a Capacidade Máxima de Tração do veículo.

O que a lei diz sobre quanto carrega um rodotrem?

Atualmente, diversos órgãos fiscalizam, regularizam e debatem a realidade do setor rodoviário no Brasil.  Os interesses das leis também se moldam em razão das necessidades do Estado e da iniciativa privada.

No Brasil, a legislação para veículos de carga em geral define que medidas de largura, altura e comprimento. Sendo a largura máxima de 2,60 metros, a altura de 4,40 metros e, por fim, o comprimento máximo  

É importante levar em consideração que para utilizar uma combinação de veículos de carga (CVC) será necessário obter uma Autorização Especial de Trânsito (AET). Também será preciso disponibilizar o trajeto definido, em razão da complexidade do veículo. Em algumas cidades, o órgão responsável pela avaliação e emissão da AET acontece no próprio Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN).

Para além das leis gerais, existem legislações relevantes quanto ao limite de peso em um Rodotrem. 

Entre elas, estão os números que competem às tolerâncias que estão previstas na legislação quanto ao limite de peso de cargas de um Rodotrem e demais veículos de carga no momento da fiscalização.

De acordo com a legislação da COTRAN, a partir da Resolução Nº526/2015, na fiscalização de peso dos veículos por balança rodoviária passam a ser admitidas as seguintes tolerâncias:

  1. 5% (cinco por cento) sobre os limites de pesos regulamentares para o peso bruto total (PBT) e peso bruto total combinado (PBTC);
  2. 10% (dez por cento) sobre os limites de peso regulamentares por eixo de veículos transmitidos à superfície das vias públicas.

Nota: no carregamento dos veículos, a tolerância máxima prevista neste artigo não pode ser incorporada aos limites de peso previstos em regulamentação fixada pelo CONTRAN.

Conclusão

E aí, ficou por dentro das especificações quanto o limite de peso da carga de um Rodotrem Saber o limite de peso do veículo carregado pode evitar inúmeros transtornos, como multas e extravio da carga. 

É preciso destacar que respeitar os limites de um veículo de carga evita desgastes de pneus e peças, além de economizar combustível. Esperamos que nossas informações sejam úteis aos caminhoneiros de todo o Brasil! 

Não se esqueça de se manter atento às modificações das leis, que podem ser acompanhadas nos sites dos principais órgãos de fiscalização e legislação do transporte rodoviário.

Quer saber mais sobre caminhões ou veículos para transporte? Confira outras postagens no blog da Superbid! 

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui