É bem provável que você já tenha ouvido falar sobre Recall. Alguns dos chamados para substituições de peças ou reparos automotivos já ultrapassaram a marca de 1 milhão de proprietários aqui no Brasil. Mas você sabe o que é Recall e para o que ele serve? 

A grande maioria, senão todas as pessoas que adquirem um veículo zero, o fazem para evitar possíveis dores de cabeça. Mas, o que ninguém conta nessas horas é com um fator que vem se tornando cada vez mais frequente no país: os defeitos de fábrica. É aí que o Recall atua, a fim de evitar possíveis acidentes de trânsito em decorrência dessas falhas na fabricação.

Para que você entenda melhor o que é Recall e como ele funciona, separamos este post sobre o assunto com a maioria das dúvidas que as pessoas possuem a respeito dessa chamada. Veja a seguir.

O que é Recall?

Recall é um termo estrangeiro cujo significado ao pé da letra é chamada de volta. Ele é usado para indicar que o automóvel lançado possui um defeito de fábrica. O alerta normalmente é feito como aviso de que utilizar o carro naquele estado pode oferecer riscos à segurança.

Embora o Recall possa ser direcionado para diversos tipos de mercadorias, é mais famoso no ramo dos veículos. De acordo com o  Procon de São Paulo, a resposta para o que é Recall recebe a seguinte descrição:

 

“Para indicar o procedimento, previsto em lei, e a ser adotado pelos fornecedores, de chamar de volta os consumidores em razão de defeitos verificados em produtos ou serviços colocados em mercado, evitando, assim, a ocorrência de acidentes de consumo.”

 

mais de 160 mil carros foram atingidos por riscos de incêndio somente no ano de 2017
mais de 160 mil carros foram atingidos por riscos de incêndio somente no ano de 2017

Quando os proprietários são convocados para levarem seus veículos para um recall, a chamada deve ser respondida com urgência. Por exemplo, em 2017,  a Chevrolet anunciou que mais de 160 mil unidades da Spin corriam riscos de incêndio.

O alerta diz respeito a uma falha na vedação da grade de entrada de ar, que permitia a entrada de água no compartimento do motor do veículo. Caso isso ocorra em volume extremo, a água pode chegar até o interior da caixa de relés e fusíveis, causando um curto-circuito e, posteriormente, um incêndio.

Quando ocorreu o primeiro Recall no Brasil?

O primeiro Recall no país foi anunciado em 1988. Mais de 24 mil unidades do modelo OF 620 da Mercedes Benz contavam com um defeito no suporte da coluna da direção. Desde então, o número de recalls feitos no Brasil tem aumentado consideravelmente.

Somente nos primeiros nove meses do ano passado foram anunciados os recalls dos seguintes modelos:

  •  Audi A3 Sportback, Q3, RS Q3, A4 Sedan, A4, A5, Q5, SQ5;
  • BMW i3, Série 1, Série 3, Série 5, Z4, M3, M5, X5, Série 4 430i Cabrio Sport, X1, R Nine T;
  • Chevrolet Onix;
  • Chrysler Town & Country, Dodge Journey;
  • Citroën C4 Lounge;
  • Fiat Punto, Linea, Toro, Uno, Strada, Bravo, Doblò, Doblò Furgão, Fiorino, Grand Siena, Idea, Linea, Novo Palio, Palio Fire, Palio Weekend, Siena;
  • Ford Fusion, EcoSport, Ka, Edge, Ranger, New Fiesta;
  • Honda Civic, City, Fit, Accord;
  • Hyundai Santa Fe, Grand Santa Fe;
  • Jaguar F-Pace, XF, XE, F-Type;
  • Jeep Renegade, Compass, Wrangler;
  • Land Rover;
  • Lexus IS 300;
  • Mercedes-Benz Classe A 200, Classe B 200, CLA 200, Classe A 250, CLA 250, GLA 250, Classe E 250, GLE, GL e GLS, ML 350, SLK 300, SLC 300, SLC 43 AMG, Vito;
  • Mitsubishi Outlander Phev;
  • Nissan Tiida, Livina, Frontier;
  • Peugeot 308, 408;
  • Porsche 911 Carrera, 718 Boxter, 718 Cayman;
  • Renault Sandero, Duster, Logan e Oroch;
  • Suzuki Grand Vitara;
  • Toyota Corolla, Etios, Hilux, SW4;
  • Volkswagen Jetta, Jetta Variant, Eos, Amarok, Gol, Voyage, Saveiro, Up!, Fox, CrossFox, SpaceFox, Space Cross;
  • Volvo V40, V40 Cross Country, S60, V60 e XC60, XC90.

Confira a lista dos Recalls feitos até o momento neste ano! 

Como funciona o Recall de veículos no Brasil

O Recall é previsto no artigo 10 da Lei Federal 8.078/90 do Código de Defesa do Consumidor. Veja o que ele diz:

“Artigo 10 – O fornecedor não poderá colocar no mercado de consumo produto ou serviço que sabe ou deveria saber apresentar alto grau de nocividade ou periculosidade à saúde ou segurança.

  • 1º – O fornecedor de produtos e serviços que, posteriormente à sua introdução no mercado de consumo, tiver conhecimento da periculosidade que apresentem, deverá comunicar o fato imediatamente às autoridades competentes e aos consumidores, mediante anúncios publicitários.
  • 2º – Os anúncios publicitários a que se refere o parágrafo anterior serão veiculados na imprensa, rádio e televisão, às expensas do fornecedor do produto ou serviço.
  • 3º – Sempre que tiverem conhecimento de periculosidade de produtos ou serviços à saúde ou segurança dos consumidores, a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios deverão informá-los a respeito.”

É importante ressaltar que os Recalls são feitos em oficinas autorizadas e não geram custos para os donos de veículos.

FAQ – Dúvidas mais frequentes sobre o Recall

Como o Recall é informado?

A lei estabelece os meios de comunicação, como internet, rádio, jornais e televisão para que os fornecedores informem os clientes sobre a existência e necessidade do Recall.

O Recall pode receber outro nome?

Sim. Além de Recall, essa chamada também recebe o nome de Aviso de Risco.

O que é Recall branco?

Esse tipo de Recall é voluntário. Isto é: a montadora não é obrigada a realizar o reparo, já que nesses casos ele não gera riscos à vida de pessoas que utilizam os veículos e de terceiros.

Se eu não atender ao chamado de Recall, posso procurar a oficina especializada?

O Recall não possui prazo de validade. Sendo assim, você pode e deve procurar a oficina especializada se ainda não tiver atendido ao chamado. Caso você tenha adquirido um carro usado, pesquise se houve algum Recall do modelo e se o antigo proprietário levou o veículo até uma oficina para resolver o problema.

o recall não possui prazo de validade e é importante que você se dirija até uma oficina especializada caso o seu veículo possua alguma pendência
o recall não possui prazo de validade e é importante que você se dirija até uma oficina especializada caso o seu veículo possua alguma pendência

Além dos meios de comunicação, os fabricantes alertam seus consumidores de alguma outra maneira?

Sim. Algumas montadoras podem enviar um aviso de Recall para a residência do proprietário.

Existe algum site onde é possível descobrir se o carro já foi chamado para Recall?

Várias montadoras disponibilizam o serviço de Recall online. Sendo assim, acesse o site da montadora do seu veículo para conferir. Em sua grande maioria, os sites possuem uma área específica destinada somente ao Recall, onde é possível verificar por meio do número do chassi.

Além dos sites de montadoras, o site do Denatran também pode fornecer esses dados.

O que fazer se a oficina demorar para fazer a reposição das peças com defeito?

Caso você procure uma oficina especializada em fazer o Recall e seja informado que a peça que precisa ser substituída está em falta, procure o Procon.

É direito do consumidor ser prontamente atendido pelo Recall.

Afinal, circular com o veículo que recebeu a chamada sem fazer as devidas alterações é um ato que coloca não somente você, mas também as demais pessoas que utilizam o seu veículo e o trânsito em perigo.

Os maiores Recalls do Brasil

O Brasil já teve histórias de Recalls verdadeiramente enormes. Um exemplo disso foi o Recall de maio de 2013, por exemplo, em que a Toyota anunciou um Recall de cerca de 1,4 milhão de carros devido a falhas no sistema de airbag e limpador de para-brisa.

Além desse, alguns outros casos também chamaram a atenção pela proporção que tiveram. Veja:

Chevrolet Corsa e Tigra

Um total de 1.062.737 unidades desses modelos produzidos entre 1994 e 1999 contavam com um defeito no sistema do cinto de segurança.

os modelos Tigra produzidos entre 1994 e 1999 contavam com defeitos em seus cintos de segurança
os modelos Tigra produzidos entre 1994 e 1999 contavam com defeitos em seus cintos de segurança

Fox, CrossFox e SpaceFox

Um defeito ao rebater o banco traseiro dos modelos Fox, CrossFox e SpaceFox obrigou a marca a fazer um Recall de mais de meio milhão de veículos. O defeito era caracterizado por uma argola que poderia decepar o dedo de quem tentasse rebater o banco traseiro.

Em decorrência da falha, 8 pessoas tiveram parte dos dedos cortados e pelo menos 14 ficaram feridas.

Honda Fit, Civic e CR-V

Foi identificado um defeito com a peça de metal chamada insuflador dos airbags dos modelos Fit, Civic e CR-V da Honda produzidos entre 2004 e 2008. Havia um risco de que a peça trincasse com o tempo ou a umidade.

Caso isso ocorresse, ao acionar o airbag, os ocupantes do veículo corriam o risco de serem atingidos por estilhaços de metal.

Honda Fit, City, CR-V e Civic

Os Hondas Civic, Fit, City e CR-V fabricados entre 2011 e 2015 foram identificados com defeitos na indicação do nível de combustível. Essa falha de fábrica atingiu exatamente 423.217 unidades dos veículos.

modelos do Honda Fit fabricados em 2011 e 2015 mostraram defeito em seu mostrador dos níveis de combustível
modelos do Honda Fit fabricados em 2011 e 2015 mostraram defeito em seu mostrador dos níveis de combustível

O defeito enganava o motorista, já que mostrava um nível errado do combustível presente no tanque do automóvel. Essa falha poderia desligar o carro em movimento em decorrência da pane seca, aumentado as chances de colisões.

A pena seca é o nome dado quando o motorista está trafegando com o automóvel e o combustível acaba. Com isso, o carro é desligado e fica parado no meio da via, atrapalhando a passagem de outros veículos.

Os maiores Recalls do mundo

Os principais Recalls do mundo incluem a Ford e General Motors, até o momento. Além disso, também temos o maior Recall da história, da marca Takata. Porém, vamos tratar sobre isso mais à frente.

Levando em conta as marcas que citamos, temos:

  • Um recall de 12 milhões de modelos das marcas Mercury e Lincoln feitos pela Ford, em que se encontrou problemas na engrenagem de transmissão automática em 1981;
  • Um recall de 7,9 milhões também feito pela Ford, dos modelos Thunderbird e picapes. Nesse caso, os veículos fabricados em 1996 contavam com um problema em sua ignição;
  • Entre os anos de 1999 e 2006, a Ford realizou novamente um Recall de 15 milhões de picapes e SUVS decorrente de problemas no controle da velocidade;
  • Em 1981 a General Motors anunciou um Recall para 5,8 milhões dos modelos Malibu, Buick e Regals devido a um defeito no parafuso da suspensão traseira;

O Recall da Takata

Esse Recall é considerado o maior caso de recall da história. Isso aconteceu porque o airbag de mais de 1 milhão de veículos contava com um defeito que poderia causar sérios acidentes.

A fabricante de airbags Takata recebeu uma multa de cerca de 1 bilhão de dólares por ter fabricado airbags que causaram um total de 16 mortes, das quais mais de 10 eram residentes dos Estados Unidos.

mais de 1 milhão de veículos que contavam com airbag da marca Takata estavam com defeitos de fábrica que poderiam gerar acidentes graves
mais de 1 milhão de veículos que contavam com airbag da marca Takata estavam com defeitos de fábrica que poderiam gerar acidentes graves

Desde o ano de 2008, mais de 100 milhões de recalls foram realizados em todo o mundo. No Brasil, um total de 2 milhões de veículos foram chamados.

Algumas investigações apontaram para o fato de que a empresa teria consciência de que o defeito no equipamento de segurança poderia causar sérios acidentes. Além da multa, outra consequência foi o pedido de falência da Takata, que ocorreu em junho de 2017.

Agora que você viu o que é Recall e por que ele é importante, não deixe de checar se o seu modelo tem alguma chamada pendente. Alguns defeitos de fábricas podem causar acidentes graves para você, seus passageiros e terceiros que estiverem presente no momento.21

  sucata  

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui