Solte a pulga atrás da sua orelha e descubra se é possível financiar um veículo com sinistro.

Sabemos que os brasileiros são muito apaixonados por carros. E uma parcela vasta é capaz de fazer alguns sacrifícios para adquirir aquele modelo dos sonhos. Seja juntando o dinheiro no cofrinho ou optando por modalidades de compras mais flexíveis, existem diversas formas que você adquira um carro. 

Já as condições do veículo também podem variar: novos, seminovos, usados e, até mesmo, sinistrados e recuperados. Veja se é possível financiar um veículo com sinistro e se vale a pena para você.

Aproveite a leitura!

Financiar um veículo com sinistro: o que é e como funciona o financiamento de um veículo? 

Uma modalidade popular do mercado nacional, o financiamento de veículos é uma forma de aquisição de um bem, nesse caso, de um carro, com forma flexível na quitação do valor e serviços. Ele funciona basicamente como uma operação de empréstimo.

Veja como ele funciona na prática para a aquisição de um carro. Visualize a seguinte situação: 

uma mesa com uma chave de carro, um carro em miniatura, uma calculadora, uma carteira e um caderno
Prefere financiar um carro? Veja todas as condições do modelo e avalie a possibilidade de negociação dos juros.

O consumidor “João” deseja comprar um veículo, mas não possui o valor total para comprá-lo imediatamente, pois, geralmente, o mercado de carros no Brasil dispõe modelos a valores muito caros. Então, ele resolve optar por um financiamento. Para optar um financiamento, ele deve procurar uma instituição financeira (geralmente um banco) que possui essa modalidade de negociação com lojistas. 

A instituição financeira paga o carro para o lojista no valor integral e o concede para João. Contudo, João terá de pagar um valor mensal até que ele “quite” o preço integral daquele modelo. Geralmente, o financiamento tem taxas de juros. Mesmo assim, o consumidor terá o veículo registrado no seu CPF, mas a posse estará vinculada à instituição financeira. Dessa forma, o não pagamento das prestações acarreta apreensão do veículo. 

Em resumo: O financiamento de um carro consiste no empréstimo de um valor, que é utilizado para a aquisição daquele veículo a vista com a concessionária ou marca, que será pago pelo consumidor que firmou aquele acordo. 

Modalidades de financiamento

Existem três diferentes formas de financiamento para que você consiga financiar um carro: Crédito Direto ao Consumidor (CDC), Leasing e Consórcio. Confira como funciona cada uma delas a seguir.

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

É o financiamento tradicional: o consumidor acerta o valor de um empréstimo bancário para realizar a compra. O bem ficará em nome do comprador, mas só poderá ser renegociado quando estiver 100% quitado.

carteira com vários cartões
O Crédito Direto ao Consumidor (CDC) é uma modalidade de financiamento oferecido por diversos bancos, com taxas e condições que variam de acordo com cada instituição.

Para financiar sob esta modalidade, é necessário dar, pelo menos, 10% do valor do carro. Quanto maior for a entrada, melhores serão as condições do financiamento. Aqui também existe uma taxa de juros que pode ser negociada. 

Leasing

Já no leasing, o consumidor “aluga” o veículo por um tempo pré-determinado com opção de compra do carro ao final daquele mesmo contrato. O consumidor terá a posse do automóvel, mas ele ficará registrado como propriedade daquela instituição financeira.

homem usando com carimbo com a palavra "leasing" escrita
Na falta dos pagamentos acordados, a empresa responsável pelo financiamento poderá entrar com uma ação judicial para recuperar o veículo.

Ao término do pagamento das parcelas, você poderá comprar o carro pelo valor combinado no contrato, renovar o aluguel ou devolver o veículo. 

Consórcio

A última modalidade é o consórcio. Aqui, é uma opção para quem precisa do carro urgentemente, mas não possui dinheiro o suficiente para dar a entrada. O consumidor fará parte de um grupo com outros consumidores que também resolveram pagar parcelas mensais do carro, sem dar a entrada.

bolas de bingo
Existem diversos sorteios realizados pela instituição financeira, que geralmente podem ser semanais ou mensais. Aqui, você pode receber o seu carro antes do esperado, então fique atento!

Juntos, eles formam um fundo coletivo que compra aquele automóvel. Uma vez por mês, um dos membros do fundo coletivo é “sorteado” e recebe uma carta de crédito para a compra do modelo. Não há um prazo certo para levar o carro para casa, mas pode ser bem rápido. Geralmente, os contratos são de pagamento em 84 meses.

Lembrando que existem financiamentos para veículos novos, seminovos, usados e até mesmo sinistrados.

Agora que você entendeu o que é e como funciona o financiamento de um carro, vamos explicar o que é um veículo sinistrado.

Financiar um veículo com sinistro: o que é um veículo sinistrado?

Um carro sinistrado é um veículo que passou por algum acidente onde foi necessário acionar a cobertura de um seguro contratado anteriormente. O sinistro envolve qualquer ocorrência acidental, involuntária ou impensada, cuja coberta esteja descrita e especificada no seguro contratado. Em termos mais simples, sinistro é quando, por exemplo, você se acidenta e bate o carro de forma involuntária e havia contratado um seguro para se proteger.

mulher falando ao celular enquanto dois carros aparecem colididos
No mercado de seguros, sinistro é um termo que se refere a um evento em que aquele bem que esteja segurado sofre um prejuízo ou acidente. É a materialização daquele risco contratado, que causa perdas financeiras a seguradora responsável.

O seguro, geralmente, irá cobrir qualquer dano ao veículo desde que haja uma contratação prévia ao ocorrido. Não importa se o acidente for de maneira súbita, involuntária ou até mesmo imprevista.

Um caso de sinistro pode ser considerado parcial ou integral, de acordo com o dano causado ao bem. Quando um veículo pode ser reparado, ele é classificado como sinistro parcial. Já quando não há forma de reparo, ou seja, a famigerada “perda total”, ele é considerado sinistro integral. Geralmente, os casos de sinistro integral são oriundos de colisões ou de roubos.

Vantagens e desvantagens de comprar e vender um veículo sinistrado

Qualquer aquisição implica em aspectos positivos e negativos. Veja uma lista com todos os fatores que serão bons ou ruins na hora de colocar um carro recuperado na garagem. 

Vantagens

A principal vantagem de adquirir um carro sinistrado é o preço, que sai muito mais em conta em relação a um modelo “zerado”. De acordo com a tabela FIPE, o desconto para carros dessa modalidade pode chegar até 40% em comparação ao modelo recém-saído da fábrica. A questão é impactada pelo próprio sinistro, mas a sua procura é bem menor. 

mecânico trabalhando em um carro
Será mais fácil optar por um mecânico da sua preferência para realizar todos os ajustes necessários em um carro sinistrado, o que oferece mais uma vantagem para essa modalidade de aquisição.

Nos casos de furto ou roubo, o veículo é capaz de apresentar um custo ainda menor. Mesmo com pouca quilometragem e necessidade de ajustes — mesmas condições que no caso de sinistro. 

Desvantagens

A principal desvantagem é a desvalorização na eventualidade de vender o modelo adquirido. Ele vai continuar com o título de sinistrado/recuperado na documentação, ou seja, seu valor irá diminuir em cerca de 20%.

carro acidentado
 

A dificuldade de fazer um seguro para o veículo também poderá ser um problema, já que existem algumas companhias podem optar por não segurar um carro com essas condições. Também, não são todas as instituições financeiras que realizam o financiamento de um veículo com sinistro. Elas existem, mas algumas instituições recusam a operação. 

É possível financiar um veículo com sinistro? O caso dos carros de leilão

Podemos considerar que os leilões de automóveis geram muitas oportunidades para os vendedores e consumidores. A principal delas? O preço! Mesmo assim, comprar um veículo diretamente no leilão pode não ser muito fácil para todos os brasileiros. Especialmente porque o pagamento nesse tipo de operação é à vista. 

Contudo, existe a possibilidade de financiamento de carro que passou por leilão. Você pode financiar um veículo leiloado. No entanto, como explicamos anteriormente, o número de não são todas as instituições que realizam esse tipo de aquisição para o consumidor.

homem fazendo a avaliação de um carro
Uma vez que todos os reparos sejam feitos e o veículo passe pela vistoria, muitos carros sinistrados recuperados são oferecidos em leilões.

Basicamente, o financiamento vai depender da política de crédito praticada pela instituição que oferece essa modalidade de compra. É importante ressaltar que vão levar em consideração não só a origem da aquisição, mas também o perfil de compra do consumidor. A documentação desses carros também precisam estar totalmente regularizados. 

O que acontece com os veículos retirados de leilões de sinistrados?

Boa parte dos automóveis sinistrados é comercializada em pátios de leilões em diversas partes do país. A principal vantagem é que o comprador poderá adquirir aquele modelo em condições de poder utilizá-lo na rua. O comprador é informado com antecedência quanto a situação do carro. 

Existem também agências que costumam adquirir veículos sinistrados em leilões para revendê-los. Mas tome cuidado, pois muitas delas não informam o status da documentação do veículo na hora da revenda. 

Muitos dos carros sinistrados vendidos em leilão servem para a reposição de peças fundamentais. Contudo, existem belas oportunidades de negócios para comprar veículos nessa praça. Mas antes do arremate, preste atenção nos seguintes aspectos: 

  • A documentação: procure realizar uma vistoria específica em uma empresa autorizada de confiança. Também verifique a identificação de “sinistrado/recuperado”;
  • O seguro: verifique quais segurados trabalham com a opção de seguro para veículo sinistrado, e faça a cotação do seu valor; 
  • Viabilidade financeira: analise se vale a pena comprar o modelo conforme as condições de pagamento oferecidas.

É possível remover o status de “veículo recuperado” na documentação?

Impossível. Essa informação estará para sempre no laudo cautelar do veículo adquirido e não pode ser removida. Aliás, os dados sobre a recuperação do veículo estarão atrelados ao número da chassi graças ao cruzamento de dados do Detran. 

É possível financiar um veículo com sinistro? Carro sinistrado X carro recuperado de financeira

E para encerrar, vamos esclarecer um grande motivo de confusão entre os compradores. Na linguagem de leilões, carros sinistrados e carros recuperados são classificações diferentes. Sim, sabemos que um carro sinistrado pode ser recuperado, mas, nos leilões, o carro “recuperado” se refere a um veículo apreendido por uma instituição financeira. 

Relembrando: carro sinistrado é um tipo de automóvel que passou por algum incidente previsto anteriormente no seguro contratado para o mesmo. A forma mais comum de financiar um modelo sinistrado é na situação de carro recuperado em sinistro, por roubo ou furto. Quando isso acontece, a seguradora, que agora terá posse do veículo, faz o seu repasse para a instituição que realizará o leilão, por exemplo. 

Mas, lembrando mais uma vez, a informação de recuperado/sinistrado constará para sempre em sua documentação. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui