Documento e chave do veículo em cima de uma mesa, simbolizando a virada do ano e com ele a regularização de IPVA, DUT, entre outros documentos.

DUT: entenda tudo sobre o assunto!

Se você já comprou ou vendeu algum veículo, seja para pessoa física ou pessoa jurídica, deve saber que as primeiras coisas que deve ser conferida no veículo é se a documentação está em dia. IPVA, Documentação, DUT, entre outros pontos que são importantes para trafegar regularmente precisam estar corretos.

Mas, você sabe o que é o DUT? Ele é um documento fundamental para o processo de transferência de propriedade do veículo. Hoje em dia, existe a versão eletrônica que facilita bastante nessa parte, mas nós vamos esclarecer melhor como ele funciona.

Continue a leitura do conteúdo para saber mais sobre essa documentação.

O que é o DUT e para que serve?

A sigla DUT tem significado simples e importante: Documento Único de Transferência. Ao entender sobre isso e seu significado, fica claro que, sem ele, não há como transferir o veículo para um novo proprietário.

Também é importante entender que o DUT deve ser um documento do veículo que deve ser guardado com cuidado, pois não deve ser transportado junto com o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo), que é de porte obrigatório impresso ou de maneira digital através do aplicativo “Carteira Digital de Trânsito”.

mulher averiguando documentos de um processo

Agora que você entendeu o que é o documento e seu significado, é importante entender para que serve o papel do Detran nesta história. É nele que são registrados os dados do novo proprietário e do antigo para o processo de transferência do veículo.

Nessa relação com o Detran, o órgão coleta os dados do novo dono, faz o registro em seu banco de dados e emite um novo documento do veículo. É a partir da data desta transferência que todas as infrações e responsabilidades fiscais pelo veículo ficam para o novo proprietário.

No DUT do Detran, além dos dados do novo dono, constam informações do veículo, como marca, modelo, ano de fabricação, placa, tipo de combustível, número do Renavam e cidade de registro, por exemplo.

Diferença entre DUT e CRV

Essa é uma pergunta comum, mas ao mesmo tempo, tem uma certa importância para entender melhor sobre os dois documentos. Na verdade, DUT e CRV são o mesmo documento. CRV significa: Certificado de Registro do Veículo, mas muitas pessoas ainda o chamam de DUT porque era assim que ele se chamava até 1985, quando passou a ser CRV.

Portanto, alguém que tem um pouco mais de idade e teve carro nos anos 80, provavelmente chamará o CRV de DUT, mas ambos são o mesmo documento.

Qual o valor e como preencher?

O valor do DUT no Detran varia de cidade para cidade. E também varia de acordo com o tipo de serviço associado à transferência do veículo.

Em São Paulo/SP, por exemplo, as taxas de serviços para Transferências de Veículos, são:

  • Transferência de Propriedade: R$223,99;
  • Transferência de Propriedade + Licenciamento: R$322,90.

Quando você for transferir seu veículo para outra pessoa, é necessário preenchê-lo corretamente, procurando fornecer todas as informações e cuidando para não rasurar.

Para preencher o DUT, ou o CRV, é necessário acessar o site do DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) do seu estado. Nele, você encontrará o modelo a ser seguido. Você precisará informar alguns dados que, se não forem devidamente fornecidos, podem fazer o recibo de transferência retornar, causando prejuízos futuros.

Imagem de uma venda de veículos, onde um está passando a chave para o outro, com o DUT em dia e todas as outras documentações.

Os dados necessários para o preenchimento do DUT consistem em nome completo do vendedor e do comprador, CPF ou CNPJ dos dois e documento de habilitação de ambos. Além disso, o valor da negociação também deve constar no documento de transferência.

Uma dúvida que costuma ser comum entre os condutores diz respeito à assinatura do documento. Contudo, ambas as partes, tanto o antigo quanto o novo dono, devem assinar o DUT e reconhecer em cartório.

Como tirar a segunda via do DUT?

Caso você perca o documento, é possível ter o DUT em 2ª via. Essa solicitação deve ser feita junto ao departamento de trânsito da sua cidade, mas para fazer a solicitação, é preciso seguir alguns passos importantes:

  • Faça um Boletim de Ocorrência informando que o documento do veículo foi perdido. Esse B.O. é necessário para dar entrada no pedido de segunda via no Detran;
  • Separe documentos pessoais (RG, CPF ou CNPJ – caso o veículo esteja registrado no nome de uma empresa), comprovante de endereço e leve todos estes documentos originais e cópias no Detran;
  • Acesse o site do Detran. Imprima uma cópia da requisição para a segunda via do DUT ou então peça um formulário desse em uma das unidades do Detran de sua cidade;
  • Leve todos estes documentos ao Detran e o formulário preenchido. Lá eles farão uma conferência dos dados e do veículo para fazer a emissão do novo DUT ou CRV, como preferir chamá-lo;
  • Por fim, espere que o documento chegue em sua residência.

Vale ressaltar que todo este processo tem um custo. Em São Paulo/SP, por exemplo, é de R$223,99. E, se associado ao licenciamento, o valor é de R$322,90. É o mesmo custo para a transferência de veículo.

É importante reforçar também que DUT on-line não existe, mas existe uma nova forma de emitir o DUT que não é mais impresso: o DUT Digital.

O DUT é um dos documentos mais importantes de um veículo e é vital mantê-lo em local seguro e somente usá-lo no momento da transferência do veículo.

Não se esqueça que apesar de existir um DUT digital, ele somente pode ser acessado por aplicativo de celular, portanto não podemos chamá-lo de DUT eletrônico (não é possível acessá-lo pela web).

Para saber mais sobre o mundo dos veículos e documentação, clique aqui e acesse o Blog Superbid!

O que significa sinistro recuperado no documento?
O que significa sinistro recuperado no documento?
Até quando posso andar com o IPVA vencido?
Até quando posso andar com o IPVA vencido?

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.