O desgaste dos pneus é algo muito importante de ser avaliado. Desde a valorização na hora da venda, até o cuidado para evitar acidentes, ficar atento à validade do pneu a fim de mantê-lo sempre em boas condições deve ser algo feito por todos os proprietários de veículos. Afinal, ninguém pretende comprar um carro usado se os pneus aparentarem estar em mau estado, certo? 

Assim como a grande maioria de todos os produtos que consumimos, os pneus também possuem um prazo de validade. Isso quer dizer que, mesmo que ele pareça estar em boas condições, a data de fabricação poderá indicar que está na hora de fazer uma troca.

Continue a leitura e confira mais sobre a validade do pneu, por que fazer a troca e em que lugar do material é possível encontrar esse prazo!

veja a seguir como consultar a data de validade dos pneus
veja a seguir como consultar a data de validade dos pneus

Para que serve a validade do pneu?

Imagine que você andou pouco com o seu carro durante todos os anos em que foi o proprietário. Consequentemente, o desgaste que os pneus apresentam são pequenos e leves. Você descobre que a data de validade do pneu está próxima e se questiona se há mesmo necessidade de fazer a substituição.

Esse prazo serve para a segurança do próprio condutor. Afinal, o objetivo dos prazos de validade, independentemente do produto em questão, é informar a pessoa que o funcionamento do item ou sua qualidade não serão as mesmas após esse limite.

Como os pneus são compostos por uma mistura de dezenas de borrachas diferentes (tanto naturais como sintéticas) e outros ingredientes como aço, poliéster e nylon, o atrito da borracha com o solo acaba gerando um certo desgaste nesses materiais. Além disso, o tempo e variações de temperatura também contribuem para a sua deterioração.

como o pneu é feito com uma mistura de várias borrachas e outros materiais, o atrito causado pelo contato com o solo acaba desgastando o equipamento
como o pneu é feito com uma mistura de várias borrachas e outros materiais, o atrito causado pelo contato com o solo acaba desgastando o equipamento

Para entender melhor como o prazo de validade funciona na prática, imagine que dois carros foram comprados no mesmo dia. Um deles ficou em uma cidade pequena, enquanto o outro, numa cidade litorânea.

Após 5 anos de uso, provavelmente o segundo irá apresentar um estado de conservação pior, já que a maresia costuma afetar os elementos do veículo. O pneu é um deles, por exemplo. Quando os compostos de um pneu estragam, ele perde sua flexibilidade original e pode acabar ressecando. Por isso a validade do pneu é importante: trocando o material no tempo certo, possíveis acidentes causados por esses desgastes são evitados.

Como encontrar a data de validade do pneu?

Diferente dos outros produtos, os pneus não apresentam uma data específica que indique seu prazo de validade. Porém, descobrir essa informação é uma tarefa fácil e simples. Olhando na lateral do pneu, você irá encontrar uma série de número e letras. Essa sequência lhe dará todas as informações necessários como: dimensões, tipo de construção, características de desempenho e o limite de peso e velocidade do produto.

a numeração do pneu fica em sua lateral e vem acompanhada pela sigla DOT
a numeração do pneu fica em sua lateral e vem acompanhada pela sigla DOT

Além dos 11 dígitos, você também encontrará a palavra DOT (Departament of Transportation, ou Departamento dos Transportes, traduzindo para o português). Esse foi o órgão que instituiu o tipo de marcação. Os quatro últimos componentes da sequência de 11 dígitos são numerais que mostram quando o pneu foi feito.

Como ler e entender esses números corretamente?

Mas, como dito antes, esses números não fazem uma representação especifica da data. Isto é: eles não virão no formato de dia, mês e ano de quando o pneu deixará de estar na validade. Para que você entenda melhor, imagine o número 4212. Os dois primeiros fazem referência à semana de fabricação e os últimos, ao ano. Dessa forma, sabemos que aquele pneu foi fabricado na semana 42 do ano de 2012.

Note que esses números não indicam quando a validade do pneu termina, e sim, quando ele foi fabricado. Sabendo a semana em que essa fabricação aconteceu, adicione 5 anos. O resultado será uma média de quanto o produto irá durar.

Fazendo esse cálculo, você terá a data aproximada de quando a troca do pneu deverá ocorrer.

O que acontece quando eu não realizar a troca após a validade do pneu?

Como qualquer outro produto que passou da validade, o pneu não terá mais as características originais após o prazo. Caso alguém opte por continuar rodando com seu veículo com pneus vencidos, estará correndo alguns riscos como a perda da capacidade de aderência e maior fragilidade do mesmo contra impactos e buracos por exemplo.

Além disso, o material fica mais propenso a bolhas e furos, e corre riscos de estourar a qualquer momento. Sua estrutura também poderá se deslocar com uma maior facilidade, interferindo de modo direto na rodagem do pneu.

deixar de trocar o pneu na data de validade facilita sua deterioração e o surgimento de bolhas de ar, por exemplo
deixar de trocar o pneu na data de validade facilita sua deterioração e o surgimento de bolhas de ar, por exemplo

Entretanto, a grande maioria dos condutores precisam fazer a troca dos pneus em decorrência do seu desgaste. Isso significa que é raro que alguém efetue a substituição de pneus porque ele atingiu o prazo de validade. Um grande sinal de desgaste é quando a profundidade dos sulcos fica menor do que 1,6 milímetros.

Mas, fique tranquilo caso você rode pouco com o seu veículo. Isso significa que provavelmente você fará parte da pequena parcela de motoristas que devem ficar atentos ao prazo de vencimento. Afinal, até que seu pneu demonstre algum sinal de desgaste, provavelmente a data já terá vencido.

Nos casos de pessoas que desejam comprar um carro usado, analisar apenas o desgaste do pneu também não basta. Observar sua data de fabricação é importante para saber se vale a pena ou não negociar. Caso a data de troca esteja próxima, será mais um gasto que sairá do seu bolso.

sempre que for comprar um carro novo, além da qualidade do pneu, atente-se a sua data de validade
sempre que for comprar um carro novo, além da qualidade do pneu, atente-se a sua data de validade

Como a validade do pneu influencia na hora de comprar um novo?

Alguns vendedores podem agir de má fé e colocarem produtos vencidos ou próximos de vencer nas prateleiras como se fossem pneus novos. Por isso, a aparência é algo que não deve ser levado muito em consideração na hora da compra.

Claro que você deve analisar o aspecto do produto, mas ele poderá lhe enganar facilmente e se passar por um pneu novo. Sendo assim, fique atento aos números indicados na lateral da borracha. Como esses itens nunca rodaram antes, logicamente apresentarão um aspecto de novo.

A data de fabricação, porém, poderá lhe mostrar que o produto está perto de vencer.

Quais os tipos de pneus que existem no mercado para carros?

Primeiramente, é necessário que o pneu respeite o tipo de veículo. Motos, ônibus, vans e tratores, por exemplo, usam um tipo de pneu diferente dos utilizados em automóveis. Porém, até mesmos aqueles que são destinados ao mesmo tipo de veículo possuem diferenças entre si.

Afinal, cada um é desenvolvido de acordo com uma função específica para desempenhar papéis diferentes. As principais categorias que encontramos no mercado são: on road, off road e misto.

On road

Pneus destinados para carros que andarão a maior parte do tempo em vias pavimentadas e asfaltos. Seus sulcos não são largos, o que faz com que o contato direto da superfície com o solo seja maior. Como consequência, temos uma maior aderência.

Off road

Já nesses modelos, os sulcos são mais largos, uma vez que esses pneus são destinados para terrenos sem asfalto como pistas com muita lama ou terra. Por serem muito resistentes e robustos, não devem ser utilizados em asfalto. Isso fará com seu desgaste seja mais rápido.

os modelos off road são destinados para motoristas que usam estradas de terra ou barro
os modelos off road são destinados para motoristas que usam estradas de terra ou barro

Porém, se sua ideia é andar com seu veículo em vias com muitos buracos, lamas ou fazer trilhas, apenas o tipo do pneu não é o suficiente. Tenha em mente que para isso, você precisará de um carro próprio para essa finalidade como um 4X4, por exemplo.

Misto

Por fim, temos os pneus mistos. São aqueles destinados a pessoas que usam o mesmo carro em dois tipos diferentes de terreno. Isto é: você não precisa ficar revezando entre pneus on road e off road.

Apesar de sua versatilidade, porém, ele puxa mais para o lado do asfalto. Sendo assim, embora seus sulcos sejam largos, não chegam ao mesmo comprimento de um off road.

Como eu sei a hora de fazer a troca além da validade do pneu?

Além da data de validade do pneu, você também pode notar que está na hora de fazer a substituição de um pneu de acordo com seu desgaste. Um pneu careca certamente precisa ser trocado. Caso ele apresente bolhas ou furos, um novo produto deve ser colocado no lugar.

verifique a banda de rodagem para se certificar se o pneu apresenta desgastes ou não
verifique a banda de rodagem para se certificar se o pneu apresenta desgastes ou não

Para que fique mais claro, caso você tenha dificuldades na hora de ver se o pneu está desgastado, verifique a banda de rodagem. Se ela estiver no mesmo nível das elevações, é sinal de que o pneu deve ser substituído rapidamente. Do contrário, você corre grandes riscos de se envolver em acidentes como derrapagem, por exemplo.

Eu recebo multa se não fizer a troca dentro da data de validade do pneu?

Além de colocar sua vida, a dos passageiros e até mesmo a vida de terceiros em risco, rodar com pneus carecas é considerado uma infração de trânsito. Caso você não realize a troca dentro do prazo de validade e as condições dos pneus não estejam visualmente favoráveis, provavelmente você receberá uma multa.

Já em situações em que a validade do pneu está vencida, mas sua estética ainda está razoável, você não estará cometendo uma infração de trânsito. Mas, é importante ter em mente que rodar com o pneu vencido traz grandes riscos de acidentes.

O Código de Trânsito Brasileiro não fala exatamente de pneus desgastados, mas em seu artigo 230 lemos o seguinte:

“Art. 230. Conduzir o veículo:

(…)

XVIII – em mau estado de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído, prevista no art. 104;

(…)

Infração – grave;

Penalidade – multa;

Medida administrativa – retenção do veículo para regularização;”

Como mau estado de conservação que compromete a segurança, podemos entender que se encaixa a conduta de andar com pneus carecas. Isso significa trafegar pelas ruas com pneus que a banda de rodagem esteja no nível do indicador dos sulcos do pneu.

Veja mais nesse vídeo:

Como a infração é considerada de natureza grave, o condutor recebe uma multa no valor de R$ 195,23, além de 5 pontos na carteira. Como medida administrativa, o automóvel é retido para regularização.

Nesses casos, o agente de trânsito libera o carro por meio do recolhimento do CRLV, dando um prazo para que a substituição seja realizada.

Depois de conferir mais sobre a data de validade do pneu e como verificá-la, fique de olho nesses números e nas condições que seus pneus apresentam. Como vimos, nem sempre um pneu precisará ser trocado exatamente em seu prazo de vencimento.

Pensando em comprar um carro? Venha conhecer a Superbid!

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui