A importância de um checklist para plataforma elevatória

Checklist para utilização de plataformas elevatórias

A segurança é um dos critérios mais importantes ao operar plataformas elevatórias. Por isso, para manter seu dia a dia mais seguro, criamos um checklist completo para te ajudar a entender melhor esse equipamento.

Afinal, você sabe o que significa um checklist para plataforma elevatória? Essa é uma prática indispensável de proteção dos profissionais que trabalham em indústrias, com estoque ou até mesmo no ramo de construção civil.

Continue a leitura para saber mais!

Entenda o uso da plataforma elevatória

A segurança do trabalho no Brasil é regulamentada por uma série de Normas Reguladoras, as NRs. Contudo, apesar de todas as normas, é possível encontrar uma série de observações e regras essenciais para a segurança ocupacional, como a obrigatoriedade do uso de EPIs, fiscalizações, penalidades, comissões preventivas e por aí adiante.

A importância de um checklist para plataforma elevatória: Apesar de todas as normas, é possível encontrar uma série de observações e regras essenciais para a segurança ocupacional, como a obrigatoriedade do uso de EPIs, fiscalizações, penalidades, comissões preventivas e por aí adiante.

De todas as NRs, existem duas particularmente importantes na utilização de plataformas elevatórias. Estamos falando das NRs 18 e 35, que falam sobre o trabalho na indústria da construção e sobre o trabalho em altura, respectivamente. 

A NR-18, inclusive, engloba vários aspectos importantes sobre as PEMTs, como os treinamentos para a utilização de plataformas elevatórias móveis para o trabalho.

Por conta disso, além de escolher as NRs, contar com um técnico ou engenheiro de segurança do trabalho e com a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), é fundamental. Essa é uma forma de manter uma boa gestão em relação às boas práticas preventivas, capazes de antecipar a possibilidade de um acidente entre os colaboradores.

É por isso que, tratando-se de equipamentos de trabalho, como é o caso das PEMTs, é fundamental respeitar os calendários de revisões programadas e manutenções preventivas. Dessa forma, é possível garantir que o equipamento esteja operando de maneira adequada, produtiva e segura, sem perigos ocultos à operação.

Leia mais: Tudo sobre a gestão de resíduos perigosos

Por isso, a prática preventiva e diária mais importante de todas, é o checklist e a inspeção. Todos os dias, antes de começar a operar com o equipamento, é fundamental realizar uma lista de verificações, avaliando vários aspectos da condição mecânica e operacional do equipamento, com o objetivo de evitar um acidente durante a operação.

Essa inspeção realmente mostra o valor e a importância das práticas preventivas, pois é uma tarefa que não leva mais de 10 minutos e é capaz de evitar acidentes e até mesmo fatalidades. 

O objetivo do checklist para plataforma elevatória é orientar todos os itens que devem ser examinados e, ainda mais importante, as decisões a tomar em caso de encontrar problemas nas suas inspeções.

Checklist para plataforma elevatória

O primeiro ponto a se entender é que o checklist deve ser realizado diariamente, antes da primeira operação do aparelho no dia. Realizar a inspeção como o primeiro ato do dia dá a oportunidade de identificar problemas, desgastes e riscos antes que o profissional já esteja trabalhando em altura.

O primeiro ponto a se entender é que o checklist deve ser realizado diariamente, antes da primeira operação do aparelho no dia.

Vale lembrar que, sempre que houver mudança de turno dentro de uma empresa ou obra, o checklist para plataforma elevatória deve ser feito ao menos uma vez ao dia. Ou seja, o novo operador que assumir o horário deverá refazer a inspeção de checklist, avaliando tudo que é essencial em relação a segurança. 

Um checklist completo deve apresentar todos os itens para a inspeção, e as orientações e etapas necessárias sobre como proceder em caso de irregularidades. 

Condições de componentes

Dessa forma, qualquer trabalhador, mesmo que novato na operação, saberá o que fazer antes de autorizar ou realizar o uso do equipamento. Primeiro, é preciso examinar a condição dos seguintes componentes:

  • Verificar o diesel, quando a PEMT é movida à combustão;
  • Alça de conexão do cinto de segurança;
  • Mangueiras e conexões;
  • Comandos do equipamento;
  • Cabos e conectores;
  • Cabo antiestática;
  • Guarda-corpo;
  • Rodas e pneus.

Após isso, é preciso examinar o funcionamento dos demais componentes, como:

  • Dispositivo de descida de emergência;
  • Botão de parada de emergência;
  • Motor ou bomba hidráulica;
  • Painel de carga da bateria;
  • Comandos do equipamento;
  • Alarme luminoso;
  • Alarme sonoro.

Por fim, é preciso verificar o diesel, avaliar o nível do fluido das baterias, o nível de carga das baterias, a existência de vazamentos de óleo, a limpeza da plataforma de trabalho e a disponibilidade do manual de operação no aparelho. 

Leia mais: Plataformas elevatórias: tudo o que você precisa saber

Contudo, caso sejam encontradas irregularidades em qualquer desses itens, o certo é não operar o equipamento e acionar a equipe de manutenção.

Possíveis irregularidades

Quando falamos em irregularidades, é importante entender que qualquer um desses itens apresentados abaixo podem causar acidentes, por exemplo:

  • Um indicador de carga não funcional pode omitir a baixa carga do aparelho, que deixa de funcionar quando elevado;
  • Alarme sonoro não funcional pode deixar de notificar um trabalhador e resultar em uma colisão;
  • Guarda-corpo frouxo pode ser, negligentemente, utilizado como apoio e resultar em uma queda;
  • Cabos gastos podem prejudicar a estabilidade da plataforma com o profissional em altura;
  • Uma lata deixada sobre a plataforma pode causar um tombo, entre outros.

Importância das boas práticas do checklist para plataforma elevatória

Boa parte da segurança no trabalho é feita a partir de práticas preventivas, como passos de segurança, inspeções, checklists, uso de EPIs, adoção de passos de segurança, elaboração de plano de resgate e por aí adiante. No fim das contas, o objetivo de tudo isso é minimizar ao máximo os riscos de acidentes durante a realização dos trabalhos.

A importância de um checklist para plataforma elevatória: Para as empresas, os acidentes são problemas extremamente críticos e prejudiciais. Geralmente, há o prejuízo operacional, representado pela perda momentânea do profissional lesionado. 

Para as empresas, os acidentes são problemas extremamente críticos e prejudiciais. Geralmente, há o prejuízo operacional, representado pela perda momentânea do profissional lesionado. 

Em seguida, existem os prejuízos financeiros, com a contratação excepcional de alguém para cobrir essa ociosidade e, claro, dos eventuais custos de afastamento e indenização.

Como notamos ao longo de todo o conteúdo, é importante investir em práticas de segurança, não só apenas com um checklist para plataforma elevatória. CIPA e Segurança do Trabalho também são importantes para manter tudo em ordem.

Ao seguir essas práticas, sua equipe tem mais chances de estar segura durante todo o dia de trabalho.

Para ver oportunidades em plataformas elevatórias, clique aqui e acesse a Superbid Exchange!

Plataformas elevatórias: Tudo o que você precisa saber
Plataformas elevatórias: Tudo o que você precisa saber
Checklist para utilização de plataformas elevatórias
Checklist para utilização de plataformas elevatórias

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *