Quanto é preciso para começar a investir em leilão de imóveis?

Quanto é preciso para começar a investir em leilão de imóveis?

Nós tratamos os leilões como um grande investimento e, por conta disso, as pessoas acham que precisam de um valor alto para começar. Uma das perguntas mais frequentes é: quanto é preciso para começar a investir em leilão de imóveis, seja na Superbid ou em uma outra oportunidade?

Pensar nisso de maneira racional faz com que você abra sua mente para uma nova possibilidade de investimento que pode lhe render bons resultados, principalmente se tratando de um produto que está com uma boa margem de lucro no mercado atual.

Cadastre-se no site

A equipe Superbid realizou um Webinar chamado “Saiba como começar a investir em leilões de imóveis” com os especialistas Andréa Tavares, Pedro Sella e o leiloeiro Alexandre Travassos.

Nesse corte disponível no youtube, os especialistas mostram que não precisa de muitos valores para começar a investir em leilões de imóveis, é mais a atenção de encontrar o lote certo para disputar e arrematar, com valores que cabem em seu orçamento.

Continue a leitura do conteúdo e confira alguns pontos importantes desse webinar e um link exclusivo para conferir o vídeo completo no canal Superbid no Youtube!

Investir em leilão de imóveis: quanto é preciso?

Uma das coisas que costumamos falar na Superbid é que sempre existe mercado para os mais variados bolsos. Ou seja, é preciso definir o que você busca em um imóvel e buscar eventos que, caso você não tenha o valor todo à vista, estejam trabalhando com ofertas de financiamento, por exemplo.

Portanto, quando falamos em investir em leilão de imóveis, não precisa ter o valor todo de capital e fazer o pagamento à vista, pois existem lotes que trabalham com outras formas de pagamento, facilitando ainda mais para o arrematante.

Além disso, se o foco for adquirir os imóveis para locação, quanto mais próximos eles estiverem das regiões centrais, mais valorizado ele vai ser e, com isso, o retorno é ainda maior. Outro ponto é analisar como é a infraestrutura do bairro, mobilidade e segurança.

A taxa de vacância também se torna algo a ser analisado quando falamos em investir em leilão de imóveis. De fato, ela é o indicador que mostra o percentual de imóveis que estão vazios e sem inquilinos na região, facilitando na hora de escolher e arrematar o lote.

Abaixo, você pode conferir o vídeo completo em que os especialistas Pedro Sella, Andréia Tavares e o leiloeiro Alexandre Travassos explicam tudo sobre o assunto, no Webinar “Saiba como começar a investir em leilão de imóveis”.

Para mais conteúdos relacionados ao mercado imobiliário e leilões, clique aqui e acesse o blog Superbid!

Gás natural é a melhor opção: Tudo sobre o assunto
Gás natural é a melhor opção: Tudo sobre o assunto
Tudo sobre rastreamento de carga
Tudo sobre rastreamento de carga

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.