A Quarta Revolução Industrial chegou para ficar! Entretanto, existem alguns motivos pelos quais gestores estão divididos quanto à adoção da indústria 4.0. Isso porque as desvantagens tecnológicas e organizacionais da indústria brasileira são nítidas, o que deixam muitos gestores preocupados.

No entanto, mesmo com os desafios, existem orientações e caminhos que podem ser seguidos para superar as adversidades.

Entenda o que faz com que os gestores fiquem tão divididos, quais os desafios  e qual é o perfil de gestor que a indústria requer nesse momento tão crucial.

Indústria 4.0

Mas antes, caso você ainda não esteja familiarizado com o conceito da Quarta Revolução Industrial, temos aqui um resumo para que você entenda e fique por dentro. A Indústria 4.0 é um conceito que abrange automação e tecnologia da informação.

Além disso, ela também abriga todas as inovações e principais processos tecnológicos de ambos os campos supracitados a fim de otimizar e melhorar os processos industriais de uma companhia.

indústria 4.0
A Quarta Revolução Industrial é aplicada diretamente na manufatura, funcionando como a transformação de matérias-primas em um produto com valor agregado.

O que a indústria 4.0 faz nesse cenário é o grande salto tecnológico de elevar essa automação à máxima potência. Quem é responsável por ajudar e permitir esses processos de independência das máquinas são os algoritmos. Eles permitem que as máquinas analisem dados em uma velocidade que um humano não conseguiria sozinho.

Dessa forma, podemos dizer que a indústria 4.0 é a realidade na qual a tecnologia industrial está cada vez mais precisa, inteligente e rápida. E o mais importante de tudo: independente.

Por que gestores estão divididos quanto à adoção da Indústria 4.0?

A indústria 4.0 trouxe uma nova realidade para organizações, empresários e colaboradores. Mas esse novo modelo operacional, apesar de inovador e necessário, trouxe uma série de questionamentos para os gestores de negócio no Brasil. 

gestores da indústria 4.0
Na nova era tecnológica, os líderes precisam desempenhar um novo papel. Agora, eles precisam exercer o seu ofício mais como facilitadores e agregadores ao invés de atuar apenas como um simples chefe.

Recentemente, uma pesquisa realizada pela Magic Software, provedor global de soluções inovadoras para integração de negócios e desenvolvimento de aplicativos, apontou que 73% de empresas interrogadas afirmam que a realidade atual das empresas apresenta incompatibilidades com a aplicação da indústria 4.0.

Segundo metade dos entrevistados, isso acontece pela falta de equipes capacitadas e aparato tecnológico necessário para implementar as mudanças. Mesmo assim, o entusiasmo quanto à indústria 4.0 poderá beneficiar o ecossistema empresarial é notório.  Ao todo, 100 empresas foram sabatinadas para o estudo realizado pela companhia.

O problema com as máquinas atuais 

Uma das questões que torna a questão sobre o motivo pelo qual os gestores estão divididos quando à adoção da indústria 4.0 no Brasil é a falta de infraestrutura e a saúde das máquinas. 

A partir da pesquisa realizada, 16% afirmou que as operações atuais no país estão sobrecarregadas devido ao uso de máquinas desatualizadas, tornando a superação dos obstáculos ainda mais difícil. 

máquinas da nova revolução industrial
Pilares da indústria 4.0 são: análise de dados, simulação, robótica, internet das coisas, cloud computing, integração de sistemas, cibersegurança, manufatura aditiva e realidade aumentada.

À medida que as tecnologias de automação digital crescem, o custo de implementações de soluções mais disruptivas e inteligentes continua a cair. Fazendo com que mais fabricantes se juntem a este grupo defasado. Faltam os investimentos necessários para tal.  Mesmo assim, ainda 21% dos entrevistados responderam que estão em rumo à indústria 4.0, mesmo com as limitações em questão.

Sistemas que impedem a aderência da Indústria 4.0

Alguns sistemas utilizados em fábricas e indústria já tiveram dias melhores. Segundo o que foi apontado por 73% dos empresários sabatinados, muitos sistemas de fábricas estão desatualizados, sejam em questões funcionais ou dispositivos de segurança.  De acordo com o CEO da Magic Software Brasil, empresa condutora da análise, Rodney Repullo:

“De fato, os sistemas legados podem representar desperdício de tempo e dinheiro caso não possuam comunicação em tempo real com outras aplicações de software utilizadas pela indústria. Realizar a troca de dados manualmente, sem automação, é uma tarefa altamente exaustiva e dispendiosa”.

O CEO também aponta que a pesquisa em questão deixa mais claro que a maioria dos gestores também pensa sobre este problema: 

“Apesar dos desafios, a pesquisa reitera que a Indústria 4.0 está nos planos das empresas e bem encaminhada em muitas delas, mesmo que as principais preocupações sejam os investimentos financeiros envolvidos e a incompatibilidade entre os sistemas”.

Covid-19

A pandemia do coronavírus pegou de surpresa muitos funcionários, culminando no fechamento de diversas empresas e estabelecimentos. Um pouco mais da metade dos entrevistados, ao serem perguntados sobre essa questão, afirmaram que acreditam que a indústria 4.0 não será afetada pela pandemia. 

indústrias afetadas pelo covid-19
As fábricas no mundo inteiro estão adaptando o seu cotidiano em razão da pandemia do coronavírus.

No entanto, cerca de 47% dos entrevistados pensam diferente. Em cima dessa porcentagem, temos uma divisão de grupos que afirma:

  • 28% alega que será necessário treinar colaboradores de forma prolongada para conter os danos causados pelo coronavírus;
  • 18% não confiam nas capacidades das atuais equipes para entender as novas tecnologias. 

Apesar de todos os desafios apontados durante o estudo, a pesquisa tem como intenção mostrar que a indústria 4.0 é o caminho a ser seguido pelas empresas no país, mesmo que exista uma camada de investidores financeiros descrentes que o país consiga acompanhar as mudanças tecnológicas.

Mais dados sobre o estudo:

  • 61% afirmam ter algum orçamento para automação. Entretanto, assumem que precisam ter ainda mais gastos para realizar a transição; 
  • 42% dos empresários estimam que fatores como custos de material, operação e produção são alguns dos obstáculos; 
  • 8% afirmam que possuem total visibilidade dos processos, por isso não precisam “adivinhar” o que está acontecendo. 

Perfil dos gestores da indústria 4.0

As transformações geradas pela Quarta Revolução Industrial impactaram a vida de todo sistema empresarial. Por isso, as mudanças que vimos hoje em dia não são limitadas apenas ao maquinário e aos processos.

O perfil dos profissionais envolvidos também muda, à medida que existe mais interesse em acompanhar o mercado internacional, especialmente para aqueles que exercem a função de gestores nos setores que estão sendo afetados. Existe um perfil específico que deve ser preenchido pelos atuais líderes, que exige: 

  • Formação multidisciplinar; 
  • Capacidade de conseguir se adaptar; 
  • Saber lidar com tecnologia; 
  • Ter um bom relacionamento.

Por isso, novamente, esteja ciente que a Quarta Revolução Industrial impacta diversos setores em sua totalidade, não apenas em partes específicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui