Conhecer o papel da engenharia de tráfego é fundamental para entender como são desenvolvidas as normas e orientações reunidas pela legislação.

Seja como pedestre, ciclista, motorista ou usuário de transportes coletivos, o tráfego faz parte do cotidiano da maioria das pessoas. Como participantes essenciais desse meio, é interessante estar a par dos elementos envolvidos na sua construção e definição.

A seguir, vamos falar a respeito da importância da engenharia de tráfego para o trânsito e seus integrantes. Confira! 

Afinal, o que é engenharia de tráfego?

A mobilidade urbana é o principal enfoque da engenharia de tráfego. Diz respeito à como a população se desloca dentro da área urbana, e envolve o aperfeiçoamento de fatores que possibilitem um deslocamento fluido e seguro.

A engenharia de tráfego é um importante ramo da área de transportes, e está prevista no artigo 91 do Capítulo VIII do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). 

Placa de sinalização na estrada informando aos motoristas para mudarem de faixa.

O sistema que orienta nossa conduta nas vias é resultado de uma série de avaliações e planejamentos constantemente revisados e atualizados.

Isso é realizado por órgãos e entidades representativas de cada estado, envolvendo a atuação de especialistas em engenharia de tráfego, dedicados a buscar soluções para os problemas e meios para evitar que outros se desenvolvam.  

O sistema de sinalização e os semáforos são algumas dessas soluções, pensados para que as pessoas que transitam por determinado local sigam o mesmo padrão de circulação, mantendo a fluidez da mobilidade urbana.

A intensidade do fluxo de pessoas e veículos é um importante aspecto a ser levado em conta, assim como a presença de escolas, estabelecimentos, hospitais, etc., estabelecidos nas proximidades do local em questão. 

Cadastre-se no site

Um trânsito desorganizado, sem sinalização ou orientações adequadas, pode representar um grande risco a quem faz uso desse meio. Isso pode ser facilmente observado, já que a incidência de acidentes é consideravelmente maior em cruzamentos mal sinalizados ou sem qualquer sinalização. 

As fatalidades decorrentes dos acidentes de trânsito são o principal fator para o desenvolvimento da organização do fluxo de tráfego. A área envolve o estudo de três elementos: o usuário, o veículo e a via. Confira a seguir a importância dessa área para o trânsito. 

Qual a importância da engenharia de tráfego? 

A falta de planejamento pode resultar em ruas congestionadas e motoristas e passageiros presos no trânsito por mais tempo, o que influencia na qualidade de vida das pessoas e na economia do país. 

Ao longo das décadas, muitas mudanças aconteceram em relação à gestão de tráfego no Brasil, algo que é inevitável devido ao aumento da população, ampliação dos perímetros urbanos, crescimento no número de veículos e desenvolvimento do país.

Engenharia de tráfego: entendendo a sua real importância

Em 1928 foi inaugurada a primeira rodovia brasileira asfaltada, a Rio-Petrópolis, durante o governo de Washington Luís. As rodovias passaram a ganhar força com o passar das décadas, principalmente no final dos anos 1950, com os incentivos de Juscelino Kubitscheck.

Muitas evoluções quanto à mobilidade aconteceram desde então, porém novos desafios surgem a todo momento, como a questão ambiental e sustentabilidade.

Um bom projeto de engenharia de tráfego precisa levar aspectos como esses em questão, com a responsabilidade de proporcionar o melhor cenário possível, envolvendo fatores ambientais e sociais. 

O predomínio do modal rodoviário na estrutura de deslocamento no Brasil contribui para o desfasamento de outros tipos de transporte, como a bicicleta e o transporte público.

A situação precária da maioria dos veículos de transporte público e a falta de acomodação das vias para a circulação de bicicletas (como através de ciclovias) acaba resultando na preferência por adquirir um veículo próprio.

Mesmo de bicicleta, a engenharia de tráfego tem um papel fundamental. Com as vias devidamente sinalizadas e asfaltadas, o ciclista evita sofrer acidentes causados pela via.

Isso impacta diretamente a questão ambiental pois corresponde ao aumento do número de veículos circulando pelas vias, consequentemente gerando mais queima de combustíveis fósseis.

Além disso, quanto mais veículos circulando por aí, maior a tendência das vias ficarem sobrecarregadas, acarretando congestionamentos e interrupção do fluxo do trânsito. 

Além dos resultados negativos na economia, a lentidão do trânsito interfere também no estado emocional dos condutores e passageiros, levando a problemas como ansiedade, estresse, nervosismo, medo, irritação, etc.

A segurança pode acabar sendo comprometida muitas vezes, já que o humor acaba interferindo na conduta dos motoristas, e os veículos paralisados na via são mais visados para assaltos.  

Esse aspecto é mais um exemplo do que é analisado pelos profissionais da área. Os engenheiros de tráfego observam o comportamento de condutores e pedestres, associando-os com a complexidade e particularidades do ambiente.

Categoria leilão de carros

Dessa maneira, é possível intuir quais as implicações disso para o tráfego, planejando configurações de estrutura da via a fim de garantir a comodidade e segurança para todos.

Como você já deve ter percebido, uma das exigências dessa área é que temas sociais, ambientais, comportamentais e estruturais sejam tratados em conjunto.

O que faz um engenheiro de tráfego?

Essa área envolve todos os aspectos que compõem a mobilidade urbana, e requer a atuação de profissionais qualificados. Seu papel é realizar estudos técnicos para identificar todas as necessidades de uma via para que seu fluxo e mobilidade seja garantido.

O crescimento e ampliação das cidades é algo inevitável, sendo assim planejamentos são necessários para garantir o deslocamento de pedestres e o tráfego dos mais variados tipos de veículos de maneira segura, otimizada e acessível.

Imagem feita com um drone de uma via de circulação, mostrando que a engenharia de tráfego está presente de diversas formas.

É essencial ter uma visão macro para esse tipo de trabalho, levando em conta todos os elementos que envolvem o fluxo de uma cidade: a população, a acessibilidade de todos, a sustentabilidade e as questões ambientais. 

O profissional que trabalha na área de engenharia de tráfego também visa a compreensão, através de dados e estatísticas, do impacto que um empreendimento pode causar em determinada região.

Essa é uma etapa de grande importância para analisar se determinada obra pode gerar algum impacto negativo na região. 

O trabalho desses profissionais é de enorme importância para o desenvolvimento das cidades, principalmente as mais populosas. Esse é o caso de São Paulo, famosa pelos congestionamentos que nos casos mais graves alcançam quilómetros.

O que mantém o trânsito fluindo é a atuação dos profissionais de engenharia de tráfego, através de operações e implantações de tecnologias realizadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).  

A instituição é subordinada à Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes da cidade, e tem o propósito de promover condições de locomoção mais adequadas e seguras aos pedestres e condutores.

Composta por engenheiros e técnicos operacionais, seu papel é realizar estudos detalhados dos sistemas viários e a partir deles desenvolver tecnologias para serem implantadas nas vias e logradouros

A operação do serviço de transporte público da cidade fica por conta da SPTrans, responsável pelas rotas de ônibus de São Paulo.

Agora você já sabe da importância da engenharia de tráfego, do papel de especialistas nessa área e como esse é um trabalho fundamental e que impacta diretamente no cotidiano de todos nós.

Entender a importância da engenharia de tráfego para a mobilidade urbana é o ponto principal no trânsito. Para mais conteúdos relacionados a esse tipo de assunto, acesse o blog Superbid

Leilão Online é na Superbid

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui