Mesmo vindo de um período conturbado e sem grandes perspectivas para o futuro por conta da pandemia da Covid-19, o mercado está voltando aos poucos a crescer e se estabilizar novamente. A indústria metalmecânica, por exemplo, está em plena recuperação, e deve colher os frutos dos investimentos realizados em 2020.

Neste conteúdo, vamos falar um pouco sobre o cenário para a indústria neste ano de 2021. Com o avanço nas aplicações de vacina e os mercados ficando cada vez mais estáveis, as mudanças podem ser consideradas ótimas para a indústria.

Confira o conteúdo para saber mais.

Ponto de vista da indústria metalmecânica para 2021

A indústria metalmecânica está em plena ascensão e deve colher todos os frutos de investimentos feitos nos anos anteriores para conter a crise econômica.

Desafios fora do comum foram enfrentados em 2020, mas o mercado aproveitou para focar no próximo ano, utilizando de estratégias para o crescimento futuro.

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), trouxe dados valiosos para os gestores das empresas que fazem parte desse setor e injetou otimismo para o ano de 2021.

Indústria Metalmecânica: qual o cenário para 2021

Segundo a pesquisa, 7 em cada 10 indústrias já retomaram os seus níveis de produção de janeiro e fevereiro, antes da chegada da pandemia.

Isso comprova que as estratégias adotadas para conter a crise, como o retrofitting de máquinas e aquisições de ativos, novas técnicas de gestão e investimento em modelos de negócio surtiram efeito.

Ao olhar para o futuro, de acordo com o levantamento, grande parte das indústrias mostram entusiasmo para essa nova etapa. Porém, para manter essa expectativa positiva, é preciso continuar com as lições que a pandemia está trazendo e investir em tecnologia e inovação.

4 perspectivas para o crescimento da indústria metalmecânica

Mais do que pensar em como o crescimento da indústria metalmecânica é importante e mantém boas perspectivas, é preciso entender alguns pontos que fazem os empresários terem o pensamento positivo em relação a isso.

Abaixo, citamos quatro pontos essenciais para esse crescimento. Confira!

1. Diversificação dos fornecedores de matéria-prima

Desde o início da pandemia do coronavírus, uma das dificuldades da indústria metalmecânica era a busca por fornecedores. E isso não foi uma dificuldade apenas desse setor.

A falta de matéria-prima para muitos segmentos serviu de lição para que as empresas se adaptassem à situação, evitando a concentração de cadeias produtivas.

Para quem conta com fornecedores externos, é preciso diversificar e pensar em alternativas para esse mercado. 

Ou seja, o certo a se fazer é investir em uma ampla base de produção para assegurar o suprimento das cadeias industriais. O que ficou claro nesse período de crise é que as empresas não podem ser reféns de um ou dois fornecedores, pois isso pode prejudicar toda a produção.

2. Sustentabilidade

O último Encontro Nacional da Indústria, aconteceu virtualmente em novembro e o alemão Gerd Leonhard, CEO da Futures Agency, fez o alerta: o Brasil não pode perder a revolução da sustentabilidade global.

Segundo Leonhard, a próxima onda pós-pandemia será a climática e o país estará no centro das transformações que haverão nesse campo.

Para que as indústrias enfrentem essa década com sucesso, é preciso investir em tecnologias para criar novas respostas que atendam a proteção e uso inteligente de recursos naturais, além de ampliar os horizontes para práticas como Economia Circular e ESG (environmental, social and corporate governance – ambiental​, social e governança, em português). 

3. Expansão de matrizes energéticas

A crise energética pode ser uma grande ameaça para a indústria caso não exista um planejamento para contornar a situação. 

Uma das saídas para esse problema é a diversificação da matriz energética, que já começou e vai ganhar mais potência ao longo dos anos.

Segundo Cláudio Frischtak, sócio na consultoria Inter.B, o risco de uma crise hidrelétrica aumentou bastante nos últimos anos, principalmente com as mudanças climáticas extremas e o desmatamento da Amazônia.

Indústria Metalmecânica: qual o cenário para 2021

Segundo um estudo feito pela consultoria Bloomberg New Energy Finance, em 2050, cerca de 32% da energia nacional viria do sol, enquanto a hidrelétrica cairia para 30%. Além disso, a eólica pode ter um crescimento de 14,25%.

De fato, buscar novas alternativas para suprir a crise energética é umas das perspectivas da indústria que podem auxiliar em seu crescimento.

4. Gestão inteligente e integrada

Um planejamento estratégico é fundamental para conduzir as decisões em direção de um resultado que assegure os esforços investidos para a retomada do crescimento. Porém, não é apenas planejar as ações, mas também acompanhá-las para controlar e ajustar sempre que necessário.

Com um sistema de gestão, esse acompanhamento é feito de maneira prática, completa, automatizada e integrada, permitindo que os gestores tenham dados valiosos para conduzir o negócio de maneira organizada, concentrando-se apenas no que é necessário.

De fato, estar atento a esses pontos é o que faz uma empresa sair de uma crise com o caminho certo para o seu crescimento. Com a indústria metalmecânica tendo boas expectativas para o futuro, os próximos passos é fazer com que a gestão funcione corretamente.

O Superbid auxilia nessa questão, trazendo conteúdos que possam servir de guia não apenas para a indústria metalmecânica, mas para outros setores também. Clique aqui para acessar outros artigos disponíveis em nosso blog! 

Leilão Online é na Superbid

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui