Descentralização de informações, múltiplos canais de comunicação e métodos particulares em desmobilização: essas são algumas das características comuns percebidas na gestão de ativos de companhias com diferentes unidades distribuídas geograficamente.

Para atender as demandas dessas empresas, a S4A Avaliações, subsidiária do grupo Superbid, lançou em 2017 a Asset Redeployment Tool (ART).

Trata-se de uma ferramenta colaborativa e inteligente que soluciona e otimiza a desmobilização de ativos inservíveis a uma filial, mas que podem ser bem aproveitados em uma unidade da mesma empresa.

Exemplificando: o responsável designado de um setor reúne na plataforma informações sobre uma frota que sua unidade está desmobilizando, assim, e em tempo real, essas informações poderão ser vistas por colaboradores de outras unidades que, caso tenham interesse, solicitam os itens utilizando o mesmo canal.

Antonio Lopez é diretor da S4A Avaliações, unidade de negócios do Superbid que desenvolveu a ART
Antonio Lopez é diretor da S4A Avaliações, unidade de negócios do Superbid que desenvolveu a ART

Além de facilitar a transferência de ativos entre unidades e possibilitar recuperação de capital, a ART promove interação entre obras, plantas, escritório e unidades de uma mesma companhia com métodos padronizados de troca de informações.

A ferramenta ainda é de uso intuitivo, não necessita de gestão de atualizações, manutenção e instalação de softwares nas máquinas de usuários, já que é hospedada na nuvem.

“A ART é muito útil para uma empresa que está espalhada geograficamente, reunindo toda a relação de ativos que não são mais úteis em uma unidade e os deixando visíveis em todo o sistema para que possam ser novamente utilizados em outras unidades”, comenta Antonio Lopez, diretor da S4A Avaliações.

O impacto econômico gerado pela organização que a ART propõe é perceptível: “Temos relatos de clientes que, utilizando nossa ferramenta, economizaram R$ 4 milhões em apenas seis meses em compra de equipamentos novos. Somente com o remanejamento entre as unidades”, relembra Antonio.

Além de implementar a plataforma para transferência e do treinamento, a S4A realiza a avaliação a valor de mercado e liquidação dos itens cadastrados na plataforma, pois o que não for transferido dentro do prazo vai a leilão pelo Superbid, ou seja, de todo modo a empresa contratante recupera capital na desmobilização de ativos.

Leia artigo de Antonio Lopez sobre os impactos da avaliação referencial no compliance da empresa

O programa de implantação da ART funciona nas seguintes etapas:

  • Identificação preliminar de bens, locais e usuários
  • Contrato de Uso da Ferramenta
  • Definição do Gestor responsável na empresa que irá utilizar a ferramenta
  • Treinamento das equipes
  • Uso e acompanhamento das transferências
  • Inventários
  • Cadastro de bens
  • Uso e acompanhamento das transferências

 

Com a ART é possível visualizar informações sobre os ativos disponíveis para transferência
Com a ART é possível visualizar informações sobre os ativos disponíveis para transferência

 

Detalhe da tela de solicitação de um ativo para transferência
Detalhe da tela de solicitação de um ativo para transferência

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui