Leilão Receita Federal: Como funciona a compra de eletrônicos?

Leilões da Receita Federal: Como funciona a compra de eletrônicos?

O leilão da Receita Federal é um dos mais conhecidos do Brasil atualmente, pois você encontra Iphones com valores muito abaixo do mercado, telas de 40 polegadas pela metade do preço, entre outros diversos produtos.

Sim, o preço baixo dos produtos que leiloados são reais e acabam chamando atenção das pessoas que estão navegando pela web. 

De tempos em tempos, mercadorias são apreendidas na alfândega, quando tentam entrar de forma ilegal aqui no Brasil. Esses produtos são leiloados em um evento que costuma chamar atenção pelos itens e preços extremamente convidativos. 

Categoria leilão de eletrônicos

Neste conteúdo, vamos falar um pouco mais sobre o leilão da Receita Federal, focando em como ele funciona para a compra de produtos eletrônicos. Continue a leitura para saber mais!

Como funciona o leilão da Receita Federal?

Qualquer pessoa, seja física ou jurídica, consegue acompanhar os editoriais dos leilões eletrônicos, disponíveis no site da Receita – eCAC, na opção Consulte os Leilões. Vale ressaltar que os produtos adquiridos no leilão da Receita Federal são para uso pessoal, ou seja, eles não podem virar mercadorias para venda.

A primeira coisa é entender sobre o lote, onde são apresentadas as propostas de preço dos produtos. Nesse momento, o usuário consegue alterar o valor ou, até mesmo, desistir da compra, se preferir. 

Leilão da Receita Federal: qualquer pessoa, seja física ou jurídica, consegue acompanhar os editoriais dos leilões eletrônicos, disponíveis no site da Receita

Após isso, a segunda fase é a de lances, que só é aberta para usuários que deram lances até 10% menor que a melhor proposta. Por fim, é de praxe: quem oferece o maior valor, arremata o lote, assim como qualquer outro leilão. 

Vale ressaltar um ponto importante quando falamos do leilão da Receita Federal. O comprador que arrematar o lote, mas não fizer o pagamento até a data prevista, será multado pela própria receita.

Quem pode participar do leilão?

Como falamos acima, podem participar do leilão da Receita Federal pessoas físicas e jurídicas. Para entender melhor sobre essa participação, vamos falar um pouco mais sobre cada público.

Pessoa Jurídica

A pessoa jurídica que está interessada nos leilões da Receita Federal deve estar inscrito no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e possuir o certificado digital válido, conforme o IN  nº 1077/2010 e no e-CAC.

Para participar do leilão é necessário acessar o Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte – por meio do certificado digital válido – e clicar na opção de atendimento “Sistema de Leilão Eletrônico”.

Categoria leilão de eletrônicos

Pessoa física

As pessoas físicas também podem participar das disputas de produtos no leilão da Receita Federal, porém, os produtos são para uso próprio. 

É essencial que o interessado esteja com seu CPF regularizado e utilize o Certificado Digital válido no e-CAC. Após estar com os documentos todos em dia, basta passar pelos mesmos procedimentos de pessoa jurídica e clicar no “Sistema de Leilão Eletrônico”.

Para conferir mais detalhes e informações sobre os leilões da Receita Federal, clique aqui e acesse o site.

Como fazer os pagamentos do leilão da Receita Federal?

Depois de decidir por um produto eletrônico no leilão da Receita Federal, é fundamental ficar atento às suas formas de pagamento. Caso o comprador arremate o lote, ele precisa emitir uma DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais). Ele pode escolher entre duas opções:

  • Pagamento integral do primeiro dia útil após o leilão;
  • Dividir e pagar o valor em duas parcelas: a primeira sendo como “entrada” de 20% do valor no primeiro dia útil após o leilão e a segunda de 80% após 8 dias corridos.
Vale ressaltar que o valor é tratado pela Receita Federal como um imposto. Dessa forma, quem garantir a compra de um lote no leilão e não efetuar o pagamento será multado, podendo ter os produtos retidos e colocados em um novo leilão.

Vale ressaltar que o valor é tratado pela Receita Federal como um imposto. Dessa forma, quem garantir a compra de um lote no leilão e não efetuar o pagamento será multado, podendo ter os produtos retidos e colocados em um novo leilão.

Quais os produtos aparecem no leilão?

No leilão da Receita Federal é possível encontrar de tudo um pouco. É possível arrematar itens que o público mais consome, como os melhores smartphones e tablets, desktop completos, notebooks, monitores, video games de última geração, drones, drives externos, câmeras fotográficas e muito mais.

Existem também acessórios um pouco mais específicos que são componentes de computador como placas-mãe, pentes de memória RAM, HDs e SSDs, teclados, mouses, caixas de som, fones de ouvido e etc.

Os leilões da receita também contam com outros tipos de itens, como kits de maquiagem, móveis e até mesmo veículos que são apreendidos. Nos casos de veículos, geralmente, são por cruzarem a fronteira com produtos não declarados.

Os valores são variados, mas de modo geral, os lances iniciais são bem abaixo do mercado. Tudo depende de como os lotes são apresentados.

Os valores são variados, mas de modo geral, os lances iniciais são bem abaixo do mercado. Tudo depende de como os lotes são apresentados.

Um outro site confiável de leilão, onde você encontra desde leilão de veículos e leilão de máquinas agrícolas, até itens de adega e eletrodomésticos, é no marketplace Superbid. Estamos há anos no mercado com preços incríveis e condições únicas. 

Para saber mais sobre os lotes disponíveis, clique aqui e acesse o site Superbid!

Plataformas elevatórias: Tudo o que você precisa saber
Plataformas elevatórias: Tudo o que você precisa saber
Checklist para utilização de plataformas elevatórias
Checklist para utilização de plataformas elevatórias

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *