Carro fervendo

Carro fervendo: o que fazer para evitar danos maiores ao seu veículo

Você alguma vez se deparou com seu carro fervendo e não soube o que fazer? Esse é um dos problemas mais comuns de quem tem carros, já que é algo que pode acontecer a qualquer momento enquanto dirigimos.

Porém, sem saber o que fazer nessas situações, você pode acabar colocando seu carro em risco e aumentar ainda mais os danos causados pelo veículo fervendo.

O superaquecimento do motor é um problema que acontece tanto no trânsito quanto na estrada, e pode ser causado por diversos fatores diferentes, e pode inclusive ficar pior em dias naturalmente mais quentes.

Confira a seguir o que fazer quando o carro ferver para evitar mais danos ainda no seu veículo!

O que é superaquecimento do motor?

O motor do veículo possui um sistema de arrefecimento, no qual vários componentes trabalham ao mesmo tempo para manter o motor operando nas temperaturas ideais para evitar que ele superaqueça.

o super aquecimento do motor acontece quando o sistema não consegue se resfriar
o super aquecimento do motor acontece quando o sistema não consegue se resfriar

Esse sistema é composto pelo reservatório, radiador, bomba de água e válvula, que trabalha em circuito fechado para conduzir o calor. Nesse sistema, o líquido entra em contato com as paredes dos cilindros do motor, deixando-a mais fria, evitando que a temperatura aumente demais.

Qualquer problema que surja e atrapalhe a troca do calor entre o motor e líquidos do veículo pode resultar em um superaquecimento.

Quais os motivos do carro fervendo?

Carro fervendo pode ser um defeito na válvula termostática

Normalmente, o motor de um carro trabalha em temperaturas próximas a 90ºC, e quando o calor ultrapassa esse valor médio, a válvula termostática começa a permitir a passagem de água fria dentro do circuito que vem do radiador, baixando a temperatura do motor.

Caso a válvula esteja com defeito, a água fria não passa pelo circuito e a refrigeração fica debilitada, resultando em um superaquecimento.

Ar dentro do circuito de arrefecimento

Quando uma quantidade de ar entra dentro do circuito de arrefecimento pela abertura da tampa do reservatório ou quando há a troca de fluidos, o sensor de temperatura acaba não desempenhando sua função corretamente.

O que resulta no mau funcionamento do eletroventilador que muitas vezes pode não ser acionado, resultando um aumento drástico na temperatura do motor, deixando o carro fervendo.

Bomba d’água com defeito

A bomba d’água é um dos elementos responsáveis por manter a circulação de fluidos por todo o sistema do veículo, e é importante ficar de olho nas condições dessa peça, já que com o passar do tempo ela pode começar a apresentar vazamentos ou desgastes.

Em casos de vazamento, a água que vaza pode dificultar o sistema de arrefecimento, e quando há um desgaste, a bomba não desempenha sua função como deveria, causando um aquecimento excessivo no motor do carro.

Vazamento de pressão

A pressão que existe dentro do circuito de arrefecimento é um dos motivos que faz com que o ponto de ebulição da água aumente.

Como resultado, mesmo em valores um pouco acima dos 100ºC – ponto de ebulição natural da água – ela continua em estado líquido para resfriar o motor.

Quando existe um furo ou vazamento nesse sistema – mangueiras ou tubos – a pressão cai e o ponto de ebulição diminui, assim como a perda dos fluidos.

Carro fervendo: falta de fluido no reservatório

Quem dirige diariamente sabe que é necessário verificar sempre o nível de água dentro do motor do carro. Mas você sabe por quê? Sem líquidos dentro do reservatório, o motor não resfria, resultando no superaquecimento.

Como grande parte dos motoristas não têm o hábito de checar os níveis de água, só notam que a água do reservatório acabou quando o motor é superaquecido.

O que fazer quando notar o carro fervendo?

Cheque as mangueiras

Se você notar que o carro está esquentando, o primeiro passo é checar todas as mangueiras e tubos e procurar por rachaduras, furos ou qualquer ponto de vazão.

sempre que o carro começar a ferver, cheque se as mangueiras não estão danificadas
sempre que o carro começar a ferver, cheque se as mangueiras não estão danificadas

Uma dica é verificar se, quando o carro esquenta, alguma mangueira ainda fica com a temperatura baixa, o que pode indicar que não está há circulação de água na região.

Verifique a limpeza do sistema de ventilação

Outro ponto importante para verificar ao notar o carro fervendo é o sistema de ventilação composto pelo eletroventilador e radiador. Esses são os componentes principais do sistema que tem a função de resfriar o líquido, e assim, resfriar o motor.

Os dois componentes ficam localizados atrás da grade dianteira do automóvel, e por isso acabam ficando expostos a agentes externos como poeira, chuvas, insetos e até pedras e pedregulhos.

Sabendo disso, observe com uma lanterna se há algo dentro desse sistema que possa estar impedindo seu bom funcionamento. Além do mais, não esqueça de fazer a limpeza periodicamente e ficar de olho na ventoinha, já que o eletroventilador pode estar travado por alguma sujeira.

Faça um teste com sensor de temperatura

Se você ainda duvida que seu carro está esquentando além do normal, faça um teste com um multímetro e veja se os valores de resistência do sensor estão normais.

Junto, analise a continuidade da fiação para descobrir se existe um curto-circuito elétrico ou se algum condutor está rompido.

Inspeção do ponto de ignição

Para quem ainda está aprendendo a dirigir, o ponto de ignição é o ponto de ação da vela no momento exato de combustão que é composto pelos 4 tempos do motor. Quando esse ponto não está correto, o motor tende a aquecer mais do que o normal.

Para reparar o problema, você deve checar esse ponto em uma oficina com a ajuda de um profissional.

Quais os riscos do superaquecimento do motor?

Quando o motor superaquece demais, a junta do motor pode acabar ficando queimada, e mesmo que em alguns casos o prejuízo não seja tão alto, em algumas situações o cabeçote pode acabar empenando, resultando em uma manutenção com custo bem elevado.

Já em casos mais extremos, quando o carro continua esquentando e o condutor não faz nada para evitar o superaquecimento, o motor pode fundir, algo muito comum quando a água do reservatório acaba. Em muitas situações, é necessário fazer até mesmo a troca da peça.

Viu como andar com o carro fervendo pode causar grandes prejuízos para o seu bolso? Use nossas dicas para evitar danos maiores no seu veículo sempre que notar que seu carro está esquentando.

Não se esqueça de fazer a revisão periódica e verificar a água no reservatório pelo menos 3 vezes na semana, assim você evita grandes riscos de fundir o motor.

Para mais dicas relacionada a cuidados com o veículo, clique aqui e acesse o blog Superbid.

Mas se está pensando em trocar de carro, uma das melhores opções são os veículos de leilão. No marketplace Superbid você encontra diversos modelos de veículos com os ótimos preços e condições do mercado.

Gás natural é a melhor opção: Tudo sobre o assunto
Gás natural é a melhor opção: Tudo sobre o assunto
Tudo sobre rastreamento de carga
Tudo sobre rastreamento de carga

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.