Placas de Trânsito: Entenda sobre o assunto!

Placas de trânsito: entenda tudo sobre o assunto!

As placas de trânsito possuem uma grande importância para manter tudo mais seguro e transitável. Mas para que isso aconteça, será que nós notamos todas elas quando estamos dirigindo?

Nesse artigo, vamos falar mais sobre a importância das placas de trânsito e um pouco da sua história até chegar aonde estamos hoje. De fato, essa é uma das formas de entender e aprender sobre as placas da maneira correta.

Continue a leitura do conteúdo para saber mais!

O que são e para que servem as placas de trânsito?

Quando estamos falando em segurança no trânsito, as placas e seus significados também são importantes para compor tudo isso. De fato, as placas de trânsito valem tanto para os motoristas quanto para os pedestres, ajudando a organizar de maneira segura o trânsito.

Flashes que simulam as luzes do veiculo em dia de trânsito muito intenso.

Porém, para que tal organização seja feita, é preciso entender como elas funcionam da melhor maneira possível. É de competência dos órgãos de cada local manter as vias sempre bem sinalizadas para ambas as partes.

De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito, isso é lei e caso ela não seja cumprida pode acarretar severas consequências. Segundo a lei que diz:

Art. 24. Da Composição e da Competência do Sistema Nacional de Trânsito:

III. implantar, manter e operar o sistema de sinalização, os dispositivos e os equipamentos de controle viário.

Ou seja, as prefeituras e órgãos de cada estado precisam implementar as placas de trânsito nas vias para manter tudo em segurança. Quando isso não é feito, acidentes podem acontecer e prejudicar todo o trânsito de uma região.

História sobre as placas de trânsito

De acordo com alguns sites, as primeiras placas de trânsito surgiram nos Estados Unidos e Itália por volta do século XX.

Essa foi uma iniciativa de duas grandes empresas conhecidas no mundo automobilístico, Michelin e Pirelli, para melhorar o trânsito das vias, ajudando a evitar acidentes.

Elas tiveram a ideia de colocar placas de sinalização nas principais vias dos países, mas em troca, eles inseriram o logo da sua marca nas placas. De fato, isso além de melhorar o trânsito, poderia trazer mais visibilidade às empresas.

Antes dessa iniciativa, as normas de trânsito seguiam a norma da Lei da Bandeira Vermelha, de 1895. Essa iniciativa obriga o condutor a deixar uma bandeira vermelha estendida no veículo e uma lanterna acesa durante a noite.

Essa lanterna e bandeira era feita para que as pessoas vissem os veículos se aproximando, tanto os motoristas quanto os pedestres.

Significados das placas de trânsito

As placas de trânsito são classificadas em quatro categorias que você vai conhecer no decorrer dessa parte do artigo.

Cada uma delas tem uma função diferente e serve para ajudar os condutores de veículos, pedestres e ciclistas a se locomoverem com segurança pelas ruas brasileiras.

Placas de Trânsito de Regulamentação

As placas de regulamentação têm como objetivo informar os usuários sobre as condições, proibições, obrigações ou restrições no uso da via. Em geral, as mensagens dessas placas são imperativas e o desrespeito a elas constitui infração.

Elas costumam ser circulares, com o fundo branco e bordas em vermelho, com ou sem uma tarja vermelha. As únicas exceções em relação a essas características são as placas de parada obrigatória, por exemplo, que é octogonal e possui fundo vermelho, e a de dê a preferência, que é triangular.

Placas de trânsito: modelo de placa de advertência escrito PARE

Placas de Trânsito de Advertência

As placas de trânsito de advertência tem como objetivo alertar os motoristas sobre as condições perigosas em que a via se encontra. Em geral, a mensagem nessas placas possui o caráter de recomendação.

A instalação de uma placa de advertência é determinada a partir de uma avaliação apurada das condições do local da via e do comportamento dos usuários.

Os fatores que determinam a localização das placas de advertência são a velocidade prevalecente na via e a existência de condições potencialmente perigosas.

Elas devem ser instaladas de maneira que o condutor tenha tempo de percebê-las, compreender sua mensagem, reagir de forma racional e efetuar a operação que a situação exigir.

Placas de Trânsito de Indicação

Essa modalidade tem como objetivo identificar as vias, destinos e locais que são de interesse ao usuário, além de orientar aos motoristas quanto aos percursos, destinos, distâncias e os serviços auxiliares na estrada.

Além disso, ela conta como uma função educativa para o motorista.

Placas de Indicação

Placas de Identificação

Dão um posicionamento ao motorista ao longo do seu deslocamento com relação às distâncias ou aos locais de destino. Dentre elas estão a identificação de rodovias e zonas de interesse de tráfego e a localização de cidades.

Identificação

Placas de orientação e destino

Dão orientação aos motoristas sobre o sentido de direção e distância.

Orientação e destino

Placas educativas

Como o próprio nome já diz, elas têm a função de educar motoristas e pedestres sobre como se comportar no trânsito.

Educativas

Placas indicativas de serviços auxiliares e pontos turísticos

Elas indicam aos motoristas e pedestres os locais onde eles podem dispor dos serviços indicados e localizar os lugares ou eventos de atrativos turísticos.

Placas indicativas de serviços auxiliares e pontos turísticos
Placas indicativas de serviços auxiliares e pontos turísticos

Placas de Sinalização Horizontal

As placas de sinalização horizontal têm o objetivo de sinalizar vias através de linhas, marcações, símbolos e legendas, pintados ou apostos sobre o pavimento das vias.

Elas organizam o fluxo de veículos e pedestres, controlam e orientam sobre os deslocamentos em situações com problemas de geometria, topografia ou frente a obstáculos, além de complementarem os sinais de regulamentação, advertência ou indicação.

Placas de Sinalização Horizontal

Faixa simples e contínua: Este tipo de sinalização não permite ultrapassagem. Quando amarela, divide a via em dois sentidos opostos. Quando branca, divide a via em fluxos de mesmo sentido.

Faixa simples e tracejada (seccionada): A ultrapassagem é permitida nas seguintes condições: quando amarela, divide a via em dois fluxos opostos; quando branca, divide a via em fluxos de mesmo sentido.

Faixa dupla contínua: Neste caso, não se permite a ultrapassagem e a faixa é sempre amarela, indicando que a via está dividida em dois sentidos opostos.

Faixa dupla contínua/seccionada: A sinalização permite que a ultrapassagem seja feita apenas no sentido “A” e a faixa é sempre amarela, indicando que a via está dividida em dois fluxos opostos.

Placas de sinalização de obras e outras placas

Como o nome já diz, elas servem para indicar quando está acontecendo alguma obra no trecho, estrada, rua ou rodovia no qual o motorista ou pedestre está transitando. Além delas, ainda têm algumas placas de fiscalização de velocidade e outras com outras finalidades auxiliares.

Placas de sinalização de obras e outras placas

De fato, todas as placas de trânsito tem um significado e é bom estar atento a isso para garantir mais segurança ao dirigir, seja para você e para os outros ao seu redor.

Para mais conteúdos relacionados à segurança, clique aqui e acesse o blog Superbid!

Plataformas elevatórias: Tudo o que você precisa saber
Plataformas elevatórias: Tudo o que você precisa saber
Checklist para utilização de plataformas elevatórias
Checklist para utilização de plataformas elevatórias

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.