Qualquer um que esteja no segmento de terraplenagem, construção, mineração ou use máquinas pesadas conhece a Komatsu e suas escavadeiras, como a PC200 ou a PC150, que enterraram de vez as antigas FH. Mas talvez você não saiba a incrível história da marca e outras curiosidades. 

São poucas as empresas que têm um século de história para contar e para quem não conhece, a Komatsu Ltd. é uma multinacional japonesa que fabrica equipamentos nas áreas de construção civil, mineração, exploração florestal e militar, além de equipamentos industriais como prensas, lasers e geradores.

O Grupo Komatsu engloba a Komatsu Ltd. e 227 empresas subsidiárias, sendo 16 no Japão e 211 espalhadas pelo mundo. A Komatsu é a segunda maior fabricante de maquinário de construção civil e mineração, no entanto, em alguns países e principalmente na região da ásia, a Komatsu é a líder do segmento.

Significado do nome

Komatsu (ko matsu) significa “pequeno pinheiro”, e é o nome de uma cidade na província de Ishikawa, sendo o nome uma homenagem a cidade de Komatsu, Ishikawa, local de fundação da empresa em 1921. No entanto a sede atual da empresa fica em Minato, Tóquio, Japão.

Cidade de Komatsu, Japão
Cidade de Komatsu, Japão

Komatsu tem como missão alinhada ao objetivo de entregar produtos e serviços “Dantotsu”, palavra japonesa que significa “incomparável”!

História

Tudo começou em janeiro de 1917. A Indústria de Mineração Takeuchi, fundada em 1894, estabeleceu a Komatsu Iron Works para fabricar acessórios para máquinas e equipamentos de mineração para uso doméstico. Mas, em maio de 1921, a Komatsu Iron Works se separou da Takeuchi Mining Co. para se tornar a Komatsu Ltd.

Em 1931, a empresa exibiu sua primeira criação, uma impressionante prensa de 450 toneladas.

prensa de 450 toneladas da Komatsu Iron
prensa de 450 toneladas da Komatsu Iron

O crescimento da economia mundial e a modernidade que surgia no século XX possibilitaram que a Komatsu, em outubro de 1931, produzisse seu primeiro trator no Japão, direcionado para aplicações agrícolas. Ao longo da década de 1930, a Komatsu produziu também tratores para as forças armadas japonesas, assim como escavadeiras, tanques e morteiros.

primeiro protótipo de trator agrícola da Komatsu
primeiro protótipo de trator agrícola da Komatsu

Já em janeiro de 1943, produziu o Komatsu Model 1 Ground Leveling Machine, que foi o protótipo dos tratores de esteira no Japão.

Komatsu Model 1 Ground Leveling Machine
Komatsu Model 1 Ground Leveling Machine

Em 1947 foi introduzido no mercado o trator de esteiras D50, um modelo que viria a entrar para a história depois de diversas atualizações.

Trator de Esteiras Komatsu D50
Trator de Esteiras Komatsu D50

Atualmente os modelos de tratores de esteira da Komatsu são equipamentos com grande quantidade de tecnologia embarcada, de alta qualidade e confiabilidade.

Trator de Esteiras D85 da Komatsu
Trator de Esteiras D85 da Komatsu

De maneira geral, após a Segunda Guerra Mundial, sob o comando de um novo presidente, Yoshinari Kawai, a Komatsu adicionou escavadeiras não militares e empilhadeiras à sua linha de produtos.

Em 1949 se deu início a produção do primeiro motor a diesel da empresa, que viria a ser o primeiro de muitos.

O crescimento da Komatsu como empresa foi auxiliado pela forte demanda por escavadeiras durante a reconstrução pós-guerra do Japão nos anos 1950

Em agosto de 1951 a sede foi movida para Tóquio. Em 1957, a tecnologia da empresa havia avançado ao ponto de todos os seus modelos usarem os próprios motores Komatsu.

Sede da Komatsu em Tóquio
Sede da Komatsu em Tóquio

Em 1952 a fabricante começa a colocar no mercado seu primeiro modelo de motoniveladora, iniciando um caminho sem volta para uma gama completa de equipamentos.

primeiro modelo de patrol da komatsu
primeiro modelo de patrol da komatsu

Em janeiro de 1953, a Komatsu começou a produzir empilhadeiras, caminhões rígidos e veículos para aplicações especiais.

E em 1955 a Komatsu inicia sua globalização com a primeira exportação de máquina da empresa sendo um pacote de motoniveladoras para a Argentina.

Exportação de motoniveladoras para a Argentina
Exportação de motoniveladoras para a Argentina

Foco na qualidade

Riochi Kawai, filho de Yoshinari Kawai, tornou-se presidente da Komatsu e começou a exportar seus produtos com uma política mais forte na tentativa de apagar a imagem dos produtos japoneses de serem baratos e malfeitos.

Muito da percepção de que produtos chineses são baratos e/ ou mal feitos também influenciou nos produtos japoneses nas décadas de 50 e 60.

Primeiro programa completo de qualidade da Komatsu
Primeiro programa completo de qualidade da Komatsu

Para tanto seria necessário elevar o nível de qualidade dos produtos e serviços e por isso em 1961 se iniciou um vasto programa de qualidade.

Em 1962, perseguindo a melhora dos equipamentos, a Komatsu assina acordo de cooperação com a Cummins, reconhecida como excelência na produção de motores.

Cummins, líder no segmento de motores
Cummins, líder no segmento de motores

Numa fase de expansão de negócios, em junho de 1963, estabeleceu um contrato de licença de tecnologia com a Bucyrus-Erie, dos Estados Unidos, referente a escavadeiras hidráulicas, o que permitiu uma grande evolução na tecnologia desses equipamentos.

Em 1964 o reconhecimento para tanto esforço foi recompensado tanto pelos consumidores quanto pela crítica especializada ao receber o prêmio Deming por controle de qualidade

Deming Prize for quality control.
Deming Prize for quality control.

Em 1965 começa a produção de pás carregadeiras trilhando um caminho para máquinas que atualmente são sinônimo de confiabilidade.

O ano de 1966 foi um marco para a empresa, com a conclusão da construção do edifício sede, em Tókio, no Japão, e que permanece até hoje. No ano seguinte, instituiu a sua primeira subsidiária fora do Japão, a N.V. Komatsu Europe S.A., na Bélgica, que depois se tornou a responsável pela expansão das operações na Europa.

Em julho de 1967, entraram no mercado norte-americano, vencendo a Caterpillar em vendas, maior fabricante do mundo em sua própria casa.

Esta ação foi realizada sob o plano “Maru-C” que se traduz para o português como “cercando a Caterpillar” (jogada utilizada no jogo de tabuleiro “Go” em que ao cercar o adversário você captura seu território).

E finalmente em 1968 se iniciou a produção de escavadeiras, linha em que a marca é mais conhecida e renomada – muitos, inclusive, consideram a Komatsu a melhor escavadeira do mercado desde sempre.

As melhores escavadeiras do mundo
As melhores escavadeiras do mundo

Além do equipamento a Komatsu sempre investe em soluções para seus clientes como, por exemplo, o sistema Kmax-SA, que otimiza o desempenho da caçamba e possibilita uma troca de dentes rápida e fácil.

Breve Linha do Tempo

Década de 70

Diversas filiais são criadas ao redor do mundo, como a Komatsu America Corporation nos Estados Unidos; a Komatsu Singapore Pte. Ltd. em Singapura.; a Komatsu Australia Pty., Ltd., na Austrália, e até mesmo a Komatsu do Brasil Ltda., no Brasil.

Década de 80

No período se destacam o empreendimento para produção de tratores compactos, que receberam o nome de KIMCO; o estabelecimento da Komatsu Dresser, focada na produção de tratores de mineração e equipamentos relacionados; e a compra de parte da Hanomag AG.

Década de 90

Durante a década de 1990, a Komatsu teve um empreendimento com a Moxy. A Komatsu projetou caminhões basculantes articulados sob a licença da Moxy para o mercado.

Expansões mundiais adicionais, principalmente na Ásia, aconteceram na década de 1990, como no Vietnã, China e Tailândia.

No final da década, em 1998, a Komatsu lança o Komtrax, o sistema de monitoramento da fabricante que permite acompanhar a localização, condições de operação e manutenção da máquina, possibilitando ao proprietário de máquinas Komatsu tomar decisões rápidas com base em informações atualizadas.

Anos 2000

Os anos 2000 viram a Komatsu trabalhar com o The Linde Group da Alemanha para promover as vendas e a fabricação de empilhadeiras.

Em 2001, a Komatsu fundou a GALEO como nova marca para equipamentos de construção civil de nova geração para distribuição em âmbito mundial.

Em 2004, a Komatsu Forest AB foi criada para comprar a sueca Partek Forest AB, e as finlandesas Valtra e Valmet, fabricantes de maquinário florestal.

Também em 2004, fundou a Komatsu Zenoah (Shandong) Machine Co. Ltd, na China, (renomeada para Komatsu Utility Machine Co., Ltd. em 2007), para produzir mini escavadeiras e equipamentos hidráulicos; e fundou a Komatsu Power Generation Systems (Xangai) Ltd. para fabricar geradores de energia.

A Komatsu Forklift Manufacturing (China) Co., Ltd também foi fundada em 2004 na China para produzir empilhadeiras. Já na Rússia, a Komatsu entrou em 2008 com a fundação da Komatsu Manufacturing Rus, LLC, e iniciou a produção em 2010.

Comprometida com normas ambientais e eficiência na operação com menor consumo de combustível, a empresa lança em 2008 a primeira escavadeira hidráulica híbrida do mundo, a PC200 Hybrid.

Komatsu no Brasil

A Komatsu instalou-se no Brasil em 1975, na cidade de Suzano, São Paulo, em uma área de 634.000 m². A fábrica brasileira foi a primeira planta projetada fora do Japão. A unidade brasileira faz parte da estratégia de expansão global, integrando um parque fabril completo com fundição própria e processos de usinagem, caldeiraria, montagem, pintura, inspeção final e expedição.

Também no estado de São Paulo, no município de Arujá, foi inaugurada a segunda planta no Brasil, em 1997, ocupando uma área total de 24.000 m². No local, são produzidos tanques, caçambas, cabines, chassis e chaparia em geral.

A Komatsu Brasil International, subsidiária de vendas destinada exclusivamente a cuidar do mercado brasileiro foi criada em 1998.

Atualmente, a Komatsu atua nos segmentos de infraestrutura, agricultura, mineração, rodoviários, ferroviários, aeroportuários, hidroelétricos, petroquímicos e florestais

Produtos em Destaque

A Komatsu tem uma gama completa e muito vasta de equipamentos. Veja os principais destaques:

Trator de Esteiras Komatsu D575a

O trator de esteira D575a é o maior bulldozer em fabricação atualmente. Seus números impressionam: Seu motor de 12 cilindros oferece 1.150hp de potência e o gigante consegue deslocar 34m³ em sua versão padrão e 69 m³ na versão Super Dozer.

Trator de Esteiras Komatsu D575a
Trator de Esteiras Komatsu D575a

Veja o monstro em operação e detalhes de sua estrutura:

Komatsu PC8000-6

A maior escavadeira da marca é também uma das maiores escavadeiras do mundo. A Komatsu PC8000-6 tem incrível peso operacional de 720 toneladas com caçamba de até 43m³.

Escavadeira Komatsu PC8000

PC8000-6 é equipada com 2 motores de 16 cilindros Komatsu SDA16V160 que geram 4.020hp em 1.800rpm.

PC200 Hybrid

A primeira escavadeira hidráulica híbrida do mundo, a PC200 Hybrid apareceu oferecendo de 25% a 40% de economia bruta de combustível nas operações, uma revolução principalmente para turnos de trabalhos mais intensos.

O Komatsu Hybrid System também foi uma evolução, pois usava até o giro do equipamento para obter e armazenar em suas células de energia. Atualmente é possível guardar energia até das frenagens.

Komatsu lança primeira escavadeira hidráulica híbrida

PC200-8

Mesmo não sendo híbrida, a PC200 Komatsu ainda é uma das melhores escavadeiras que você encontra no mercado, tanto do ponto de vista de operação e manutenção quanto de valor de revenda.

Clássica PC150

Temos que fazer uma menção honrosa à clássica PC150, que foi um divisor de águas principalmente no mercado brasileiro.

Sua chegada sepultou de vez as antigas FE150 e S90 devido à sua grande eficiência, facilidade de manutenção e redução nos custos. Podemos inclusive dizer que o salto tecnológico foi tão grande quanto das antigas Proclain para as Fiat Allis. Hoje, no lugar do modelo PC150, você encontra a PC160.

Perguntas mais frequentes sobre a Komatsu

Listamos algumas das perguntas mais frequentes que surgem quando falamos da gigante japonesa de equipamentos e fizemos diretamente para que o fabricante nos ajudasse com elas!

Quais os equipamentos mais vendidos da Komatsu no Brasil?

O modelo mais vendido no Brasil é o trator de esteiras D51EX-22, um produto Dantotsu (conceito de produto único, incomparável), reconhecido mundialmente pelo seu projeto inovador. Conta com visibilidade incomparável da lâmina devido ao posicionamento do conjunto do radiador na traseira da máquina e o design de dianteira super inclinada.

Esse design desenvolvido pela Komatsu proporciona excelente visibilidade da lâmina, melhorando o controle da máquina ao mesmo tempo em que aumenta a sua eficiência e produtividade, sendo o primeiro Trator de Esteiras dessa classe que apresenta tal característica.

Em seguida tem-se a escavadeira hidráulica PC200-8 / PC200-8M0. Com produtividade, tecnologia e inovação, este equipamento vem de fábrica com motor Tier 3, potência líquida de 138 HP e peso operacional de 21 toneladas. Com opções de configuração de braço e lança, oferece versatilidade de aplicação.

A carregadeira de rodas WA200-5 / WA200-6 também é um sucesso de vendas da marca. Versátil, econômica e produtiva, é equipada com motor Tier 3 em conformidade com as normas PROCONVE MAR I, possui potência de 126 HP e peso operacional de 10.560 kg. A WA200-6 conta também com diferencial de torque proporcional nos dois eixos, sistema variável de controle de tração e ventilador de acionamento hidráulico com inversão de rotação

Existe algum D575 em operação no Brasil?

O Komatsu D575A-3SD é o maior trator de esteiras do mundo e tem sido produzido desde 1991 pela Komatsu, no Japão, mas infelizmente não temos esse equipamento no Braisl.

A Komatsu possui em operação o D475A-5E0, o terceiro maior modelo da marca e ainda sim é o maior trator de esteiras em operação no Brasil.

Por que a Komatsu usa sistema de eixo padrão nos tratores de esteira?

O sistema de eixo padrão da Komatsu utiliza a roda motriz em contato direto com o solo, pois desta forma obtém melhor tração quando a lâmina empurra o material ou durante trabalhos com o ripper traseiro, evitando que as esteiras patinem.

Além disso, o sistema padrão, também conhecido como sistema oval, possui menos sapatas, correntes, e outros componentes, resultando em um menor custo de manutenção.

O sistema de roda alta possui uma maior quantidade de rodas motoras e isso faz com que a esteira sofra maior desgaste por atrito e contato. Como também possui apenas um par de roletes superiores, o peso da esteira causa um maior desgaste destes componentes, já a roda elevada faz com que o contato da esteira e corrente com as rodas seja menor, o que resulta em um maior desgaste e também é a torna mais propicia a “pular”, ocorrendo a saída da esteira do conjunto. Com relação a ergonomia, o sistema de roda alta tende a apresentar um nível de ruído maior ao operador, pois a cabine fica próxima do conjunto de comando final.

Como está a aceitação e volume de vendas das escavadeiras híbridas no Brasil?

A Komatsu investe fortemente na tecnologia de máquinas híbridas, lançando em 2008 a primeira escavadeira hidráulica hibrida comercialmente viável, a HB205-1. A Komatsu continuou desenvolvendo esta tecnologia para outros produtos no portfólio. Em 2016, introduziu a Carregadeira Híbrida de Baixo Perfil (LHD), com tecnologia SR Hybrid Drive, para mineração subterrânea. Com esta tecnologia, além da economia de combustível, devido ao seu módulo diesel-elétrico, observa-se uma considerável redução nas emissões de gases.

No mercado brasileiro, a Komatsu comercializou 50 unidades da HB205-1, com excelente aceitação. Por sua ótima relação de custo e benefício e seu conceito de baixo nível de emissão de gases e reaproveitamento de energia, diversos clientes com forte identificação com a sustentabilidade e preocupação com o meio ambiente valorizam este tipo de equipamento. No mundo, a quantidade de máquinas produzidas já ultrapassou as 2.500 unidades e atualmente já possuímos a nova versão deste modelo, a HB205-3 e um modelo de maior porte, a HB335LC-3, com peso operacional de 35 toneladas.

Qual o nível de utilização do sistema KOMTRAX nos equipamentos vendidos no Brasil?

A decisão de incluir o KOMTRAX como equipamento de série desde os primeiros anos de operação possibilitou o acúmulo de uma massa de dados que é um termômetro preciso do mercado e das demandas de peças e serviços, além de ser uma fonte valiosa para melhoria contínua de nossos modelos.

Para os Distribuidores, que hoje podem ver uma parcela significativa da população de máquinas sob sua responsabilidade no sistema, o KOMTRAX permitiu um atendimento mais proativo e eficiente ao cliente, contatando-o no momento ideal para fazer as revisões e agilizando o diagnóstico de eventuais problemas, às vezes até eliminando a necessidade da visita de um técnico. Já os clientes, além de receberem todos os benefícios deste suporte do distribuidor e da fábrica, podem gerenciar sua frota de equipamentos de forma eficiente, acompanhando onde e como suas máquinas estão sendo utilizadas e permitindo encontrar pontos de melhoria na operação para reduzir o consumo de combustível e, consequentemente, dos custos operacionais.

Naturalmente, temos os mais variados perfis de clientes, e nem todos utilizam toda a capacidade do sistema. Um de nossos desafios é justamente mostrar aos clientes a importância de aderir às novas tecnologias e os benefícios que estes sistemas podem trazer, além de fazer com que os recursos sejam cada vez mais intuitivos e fáceis de utilizar.

Qual o próximo passo na evolução das escavadeiras Komatsu?

A Komatsu está na vanguarda da evolução tecnológica dos equipamentos de construção, apresentando tendências em toda a sua linha de produtos. Em 2008, introduziu a primeira escavadeira híbrida comercialmente viável do mundo, já em 2013 trouxe a inteligência a estes equipamentos, primeiramente nos tratores de esteira e em seguida nas escavadeiras hidráulicas, com a PC210-LCi, as quais suportavam o operador em atividades de escavação

Em 2017, a Komatsu introduziu o SMARTCONSTRUCTION, um conceito de inteligência aplicado às máquinas – inclusive as escavadeiras hidráulicas – para trabalhar em conjunto com outros equipamentos. Este conceito tem o objetivo de melhorar a eficiência do projeto, reduzir custos e acompanhar em tempo real a execução da obra, através da coleta do perfil da operação, análise do ambiente de trabalho através de drones e softwares 3D, desenvolvimento do plano de operação e parametrização das máquinas em campo para trabalho junto as informações do cliente.

Neste sentido, a Komatsu continuará atuando na busca das melhores soluções para o mercado, priorizando sempre a segurança, produtividade e inovação em seus equipamentos.

Qual foi o principal diferencial para que as primeiras PC150 dominassem o mercado que antes era populado por FHs, S90 e Proclain?

Em 1988, a Komatsu lançou a escavadeira hidráulica PC150SE-5, um modelo que revolucionou o mercado, pois contava com 4 modos de trabalho, além da função de “Power Max” que oferece um acréscimo de potência por um curto período de tempo, auxiliando a escavação. Além disso, teve início o conceito de controladora, que integrou a comunicação entre o conjunto bomba hidráulica e motor, assim como o controle automático das velocidades de deslocamento.

Gostou? Aproveite e confira todas oportunidades de equipamentos Komatsu no Superbid!

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui