Caso de ação judicial: como o banco responde pelo resultado do processo?

Caso de ação judicial: como o banco responde pelo resultado do processo?

Em caso de ação judicial, o banco responde pelo resultado do processo? Essa é uma das perguntas que as pessoas fazem quando estão participando de um leilão de imóveis, a fim de entender mais sobre o imóvel em questão e como funcionam os demais pontos jurídicos que existem.

Entender como isso funciona, mesmo que seja por cima, garante que você tenha mais segurança na hora de participar dos leilões.

Cadastre-se no site

A equipe Superbid realizou um Webinar chamado “Saiba como começar a investir em leilões de imóveis” com os especialistas Andréa Tavares, Pedro Sella e o leiloeiro Alexandre Travassos.

Nesse corte disponível no youtube, os especialistas explicam como funciona em caso de ação judicial, se o banco responde ou não pelo resultado do processo. De fato, isso ajuda você a se tornar mais confiante em sua escolha de lote e aproveitando ainda mais o seu investimento.

Continue a leitura do conteúdo e confira alguns pontos importantes desse webinar e um link exclusivo para conferir o vídeo completo no canal Superbid no Youtube!

O banco responde pelo processo em caso de ação judicial?

O banco só responde pelo processo em caso de ação judicial se for por evicção de direito. Apenas nestas circunstâncias que isso acontece. Mas para entender melhor, vamos falar mais sobre a evicção de direitos.

Evicção é a perda da posse, propriedade ou uso de determinado bem ou coisa. Ocorre em razão de uma sentença judicial que atribui a terceiro, alheio à relação obrigacional, os direitos sobre o bem que já lhe era devido antes de ter ocorrido o negócio jurídico entre as partes. 

Quando há evicção total, ou seja, perda do objeto ou da coisa, o alienante deve ressarcir o adquirente (evicto), compreendendo:

  • a indenização a restituição do valor pago pela coisa a época que venceu; 
  • indenização de frutos; 
  • benfeitorias necessárias ou úteis não abonadas ao evicto; 
  • os prejuízos diretos do adquirente, como por exemplo, juros adquiridos no empréstimo tomado para pagar o valor do bem.

Mas do que entender o que é evicção de direitos, é saber quando o banco responde pelo processo em caso de ação judicial.

Abaixo, você pode conferir o vídeo completo onde os especialistas Pedro Sella, Andréia Tavares e o leiloeiro Alexandre Travassos explicam tudo sobre o assunto no Webinar “Saiba como começar a investir em leilão de imóveis”.

Para mais conteúdos relacionados ao mercado imobiliário e leilões, clique aqui e acesse o blog Superbid!

Gás natural é a melhor opção: Tudo sobre o assunto
Gás natural é a melhor opção: Tudo sobre o assunto
Tudo sobre rastreamento de carga
Tudo sobre rastreamento de carga

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.