Câmbio automático ou automatizado

Câmbio automático ou automatizado? Saiba qual é a melhor opção para você

Na hora de escolher um veículo para comprar ou trocar, um dos fatores mais importantes que devem ser levados em consideração é o câmbio, já que existem veículos com câmbio automático ou automatizado.

Diferente do câmbio manual, esses dois tipos não demandam que o motorista mude de marcha enquanto dirige o veículo, mas ainda assim possuem uma pequena diferença entre si.

O câmbio automático surgiu em meados de 1932 aqui no Brasil, e foi inventado por José Braz Araripe e Fernando Lehly Lemos. A patente acabou sendo vendida por 10 mil dólares para a General Motors, e o primeiro carro com câmbio automático foi lançado em 1939.

A ideia era que o mecanismo ajudasse a simplificar o processo de direção de veículos, já que a premissa da tecnologia era que o condutor não precisaria pisar na embreagem e trocar as marchas enquanto dirige, facilitando a vida de quem tinha grande dificuldade nesse aspecto da direção.

veja as diferenças entre câmbio automático e automatizado
veja as diferenças entre câmbio automático e automatizado

Porém, com o passar dos anos, o mercado também lançou o câmbio automatizado, que apesar de também ser “automático”, possui uma diferença com o câmbio automático lançado na década de 30.

Para tirar todas as suas dúvidas entre as principais diferenças entre ambas e qual é a melhor na hpra de escolher um carro, separamos um post completo explicando mais sobre esse assunto. Confira a seguir!

Como o câmbio automático ou automatizado funcionam?

Antes de mais nada, é essencial que você saiba a diferença entre esses dois tipos de câmbio, assim fica mais fácil analisar qual deles atende melhor às suas necessidades do dia a dia.

Câmbio automatizado

Hoje em dia, o câmbio automatizado é dividido em duas classes: o câmbio automatizado com uma embreagem e o câmbio automatizado com duas embreagens.

Isso porque, diferente do câmbio automático, o câmbio automatizado funciona de maneira semelhante ao câmbio manual, no qual a marcha é trocada por meio da embreagem, que é ativada por uma espécie de robô.

embora os dois tipos de câmbios não precisem ser acionados, existem algumas diferenças entre eles
embora os dois tipos de câmbios não precisem ser acionados, existem algumas diferenças entre eles

Os carros que possuem câmbio automatizado com apenas uma embreagem funcionam da mesma maneira do câmbio manual, sendo a  única diferença de que a troca das marchas é feita por meio de um sistema interno. Isso faz com que você sinta bem a troca das marchas enquanto dirige.

Já nos carros com duas embreagens, a troca é mais suave e o tranco é diminuído consideravelmente quando comparado ao câmbio manual comum.

Isso acontece porque, enquanto uma embreagem fica responsável pelas marchas pares, a outra se encarrega das marchas ímpares, resultando em um sistema mais suave e uma troca mais rápida.

Câmbio automático

O câmbio automático, por sua vez, faz a troca da marcha por meio de conversores de torque, que possuem três componentes principais:

  • a engrenagem coroa;
  • as engrenagens planetárias propriamente ditas;
  • a engrenagem solar pelas quais as engrenagens planetárias giram.

Junto a tudo isso, ainda existe um sistema de embreagens internas hidráulicas.

Isto é: que são banhadas a óleo. Essas embreagens criam uma relação de marcas com os freios, que permitem o acionamento das engrenagens corretas para que seu veículo se movimente.

Devido a sua alta complexidade, não é fácil encontrar mecânicos que lidam com esse tipo de câmbio, e na hora da revisão ou reparo você deve buscar por profissionais qualificados e especializados.

Vale ressaltar que esse tipo de câmbio usa muita força do motor para funcionar, e é aconselhável instalar o sistema apenas em carros mais potentes, acima de 1.0.

Câmbio automático ou automatizado? Qual é melhor?

Para identificar qual o melhor tipo de câmbio, é necessário analisar qual é a sua necessidade. Isso porque ambos possuem desvantagens e vantagens que englobam vários fatores importantes dentro de um veículo, como:

Consumo de combustível

Enquanto o câmbio automatizado consome menos combustível, o modelo automático usa a energia do motor para trocar de marcha, fazendo com que ele precise trabalhar mais do que o comum. Com isso, o uso de combustível também aumenta.

Como o câmbio automatizado funciona de maneira semelhante a um câmbio manual, não é necessário enviar mais energia para o sistema.

Conforto

Apesar de gastar menos combustível, o câmbio automatizado pode não oferecer o conforto que você está buscando na hora de usar um carro que não tenha câmbio manual, já que por ter um sistema parecido com os câmbios tradicionais, a troca de marcha é bastante sentida enquanto você dirige.

o câmbio automático é o mais suave quando comparado ao automatizado ou manual
o câmbio automático é o mais suave quando comparado ao automatizado ou manual

Em contrapartida, o câmbio automático tende a ser mais suave especialmente por ter um sistema comandado pelas engrenagens planetárias, fazendo com que você dificilmente sinta a troca.

Custo na aquisição e manutenção

Como você deve imaginar, quanto mais complexo o sistema, maior o valor do veículo. O câmbio automatizado, por exemplo, tem um valor de compra relativamente mais baixo comparado ao câmbio automático, especialmente se possuir apenas uma embreagem.

Além disso, por ter um sistema parecido com o câmbio manual, a manutenção também é mais em conta e fácil. 

Os veículos automatizados com duas embreagens tendem a ser um pouco mais caros, enquanto o câmbio automático tem o valor de mercado mais alto em comparação aos três, além de também ter uma manutenção relativamente alta.

Isso porque existem poucos profissionais especializados nesse tipo de câmbio, aumentando assim o valor da mão de obra.

Vida útil

O câmbio automático tem duração maior em comparação ao automatizado, já que o sistema do segundo gera um desgaste maior com o tempo.

Em alguns casos o motorista precisa até mesmo usar os freios junto com a troca de marcha em veículos de câmbio automatizado para evitar que o carro rode para trás devido ao tempo de troca das marchas.

Em veículos com câmbio automático, porém, não é necessário ter esse cuidado, até mesmo em partidas dadas em subidas.

Então qual é a melhor opção para mim?

Para que você consiga escolher a melhor opção entre as duas, você precisa olhar para suas necessidades e comparar os benefícios e desvantagens de cada tipo de câmbio.

Isso porque se você está procurando economia, deve procurar por veículos com câmbio automatizado, enquanto pessoas que buscam por conforto, devem optar por câmbios automáticos.

Uma dica é fazer um test drive com os dois tipos de câmbio para avaliar qual é o melhor para você na hora de dirigir, contribuindo também para uma adaptação aos solavancos que alguns câmbios automatizados podem acabar gerando.

Dicas para usar o câmbio automatizado

Por ser relativamente diferente do câmbio automático e ter o funcionamento semelhante ao câmbio manual, é necessário tomar alguns cuidados na hora de usar veículos que tenham o sistema automatizado de troca de marchas.

existem alguns cuidados que você deve ter ao usar alguns tipos de câmbio, como não pisar no acelerador muito fundo
existem alguns cuidados que você deve ter ao usar alguns tipos de câmbio, como não pisar no acelerador muito fundo

Um dos principais cuidados é não tirar o pé todo do acelerador de uma vez e também não pisar fundo, já que isso pode diminuir a vida útil do câmbio e ainda fazer com que você sinta os solavancos da troca de marcha de forma ainda mais intensa.

Pensando nisso, você deve usar o acelerador de forma contínua para que você tenha um gasto menor com a manutenção.

Outro ponto de destaque é na hora de acelerar em subidas, já que vários modelos de veículos com câmbio automatizado podem acabar rodando devido ao tempo da troca de marcha.

Para evitar que isso aconteça você deve pisar no freio ao trocar de marcha e fazer o freio/acelerador, aliviando a troca feita pelo sistema.

É necessário ter cuidados específicos com o câmbio automático ou automatizado?

Os cuidados com o câmbio automático são semelhantes aos cuidados com qualquer veículo comum, já que você não precisa dar uma atenção especial para a embreagem ou troca de marchas especificamente.

Já em carros com câmbio automatizado, você deve estar mais atento ao tipo de comportamento ao dirigir. Como dissemos no tópico anterior, pisar ou soltar o acelerador de uma vez é uma das atitudes que mais danificam esse tipo de câmbio e é algo que deve ser evitado sempre que possível.

Além disso, você também deve levar o carro para revisão a cada 10 mil quilômetros rodados, a cada 6 meses ou conforme a indicação do manual do proprietário.

Junto a isso, coloque sempre a marcha no modo N – neutro – quando o carro estiver parado, e não segure o carro em subidas no acelerador para não sobreaquecer o sistema.

Viu como é fácil escolher entre câmbio automático ou automatizado? Veja quais são suas reais necessidades antes de escolher seu novo veículo para optar pelo melhor modelo para você.

Não se esqueça de levar em conta o valor da manutenção do tipo de câmbio, já que isso é um fator importante na hora de fazer a revisão periódica do seu automóvel.

Pensando em comprar ou trocar de carro? No Marketplace Superbid você encontra os melhores veículos de leilão, com preços e condições incríveis!

Além disso, em nosso blog, você consegue acompanhar todos os lotes em aberto e tudo sobre o mercado de leilões de modo geral. Clique aqui e saiba mais!

Meio ambiente – Bota pra Circular
Meio ambiente – Bota pra Circular
Teste Psicotécnico: tudo o que você precisa saber
Teste Psicotécnico: tudo o que você precisa saber

Posts Similares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.